Marca popular de comida vegana se torna franquia para levar diferenciais a outros estados

Sucesso no último Rock in Rio, Açougue Vegano abrirá primeira loja franqueada em Florianópolis e apresenta opção de microfranquia

Redação 12/03/2018
Redação 12/03/2018

A marca Açougue Vegano vai expandir os seus negócios para o resto do Brasil em 2018. O açougue sem proteína animal segue o plano de expansão após superar as expectativas no Rio de Janeiro e em São Paulo. O foco dos chefs Celso Fortes e Michelle Rodriguez é atender aos 140 pedidos de franquia, a começar com a primeira em Florianópolis.

Com a previsão de inauguração em março em Santa Catarina, o negócio de alimentos vegetais ganhou notoriedade por apresentar a todas as pessoas as delícias do veganismo. De acordo com uma pesquisa feita pela própria marca, 58% das pessoas que consomem os seus produtos não são veganas.

“O Açougue Vegano foi primeira marca sem nenhum ingrediente animal a fazer parte da disputadíssima praça de alimentação do Rock in Rio. Isso mostra como os nossos alimentos são diferenciados e proporcionam uma autêntica experiência gastronômica para as pessoas. Aqui os veganos podem convidar todos os amigos para saborear alimentos diferentes e inovadores a um preço justo”, destaca, o chef e também empreendedor Celso Fortes.

As franquias são fruto de um pedido de diversos empreendedores do Brasil e do exterior. Celso Fortes explica que desde o lançamento do Açougue Vegano recebeu mais de uma centena de pedidos de empreendedores de todas as regiões do país e do exterior (Portugal, Itália e os Estados Unidos).

“Depois de abrir uma unidade dentro do Rock in Rio e inaugurar a loja em São Paulo nós percebemos que para trabalhar com o Açougue Vegano é necessário muita entrega e total alinhamento com os ideais do veganismo. Também faremos uma opção de microfranquia e mobilidade, com um carrinho gourmet, já utilizado com grande sucesso para festas, eventos e locais com menor espaço operacional”, indica Fortes.

Veganismo para todos

Com capacidade de produzir 1.000 coxinhas de jaca por hora, o Açougue Vegano conta com uma fábrica própria na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com Celso Fortes, o espaço permite a evolução na produção dos produtos veganos em larga escala para todo o país.

Para ter uma loja do Açougue Vegano há um investimento inicial entre R$ 100 mil a 200 mil que inclui taxa de franquia, obra, compra de estoques, equipamentos e itens decorativos. O prazo de retorno é esperado entre 12 a 18 meses. Há também a possibilidade de franquear o carrinho gourmet, com investimento de 70 mil e payback de 12 meses.

Os chefs Fortes e Rodriguez explicam que a prioridade no sistema de expansão é manter a entrega da capacidade logística e seguir entregando alimentos de alta qualidade em qualquer parte do país.

“Nós não limitamos a ter excelência apenas na preparação dos alimentos. É preciso entender que sem uma gestão logística séria os alimentos podem sofrer deterioração e a qualidade pode cair. É fundamental manter o diferencial do Açougue em atrair todos os consumidores para experimentar e comer alimentos saborosos e sem proteína animal. Isso representa uma fixação para nós”, aponta o chef Fortes.

Franquias 

Loja

Investimento total: R$ 100 – 200 mil

Taxa de franquia: R$ 60 mil

Royalties: 7% (com marketing incluso)

Prazo de retorno: 12 a 18 meses

Faturamento R$ 100 – 150 mil /mês

 

Carrinho Gourmet

Investimento total: R$ 70 mil

Taxa de franquia: R$ 30 mil

Royalties: 3%

Marketing: 5%

Prazo de retorno: 12 meses

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.