9 dicas para melhorar as vendas de produtos e serviços

De acordo com Itaguacy Ibrahim, especialista em gestão integrada de marketing e vendas, para se dar bem nos negócios é necessário conhecer todo o ciclo de operação do produto ou serviço

Redação 15/02/2018
Redação 15/02/2018

Negociar e concretizar uma venda é uma das atividades mais importantes para as empresas nos dias atuais. Mesmo que o empreendedor não seja um vendedor nato, é possível ter ótimos resultados nesta área. O primeiro passo é formar uma boa equipe de vendas e se especializar no conhecimento da internet. “Você precisa conhecer o seu processo do ciclo de vendas, deixando tudo bem claro, mapeado e medido com constância, além de ter presença na área digital, porque isso é vital para o sucesso das marcas. É neste ambiente que o público-alvo está buscando informações sobre produtos, serviços, e sendo comparado com a concorrência”, diz Itaguacy Ibrahim, especialista em marketing e vendas.

Ele ainda complementa que é necessário que o vendedor revise os pontos de melhoria, intensifique as ações que estão produzindo resultados e pense na venda como uma sucessão de etapas. “Essa é a maneira mais efetiva para se ter sucesso nas vendas”, conclui.

Veja a seguir nove dicas valiosas para aumentar suas vendas ou serviços:

1 – Saiba qual é o seu objetivo

Tenha metas estabelecidas claras, precisas e exequíveis de acordo com o mercado. “Torne estas metas parte do dia a dia do vendedor, faça acompanhamentos, medições constantes e mostre claramente os acertos e áreas de melhorias no decorrer do processo. Isso é uma atividade orgânica e deve fluir naturalmente com a equipe”, diz Ibrahim.

2 – Conheça e acredite no produto ou serviço

“Somente vende-se o que se compra. Se você acredita no seu produto ou serviço, terá a capacidade de explicar e convencer sobre o tema, pois isso virá naturalmente. Portanto, foque nos detalhes. Sempre escute primeiro o cliente, e depois veja o que tem de melhor para oferecer naquela situação”, ressalta o especialista.

3 – Conheça o cliente e o público-alvo

Público-alvo é um conjunto de pessoas e empresas que são seus potenciais compradores e têm capacidade de adquirir os seus serviços. Assim, você evitará desperdiçar esforço, tempo e dinheiro. “Seu produto ou serviço não vai agradar a todo o mercado. Por isso é fundamental saber quem é o seu consumidor, que estará inclinado a comprar o que você tem a oferecer”, completa o especialista.

4 – Mapeie o processo de vendas

Você deve saber cada etapa e, o mais importante, ter metas constantes. “A maneira mais prática é implementar a Gestão de Relacionamento com o Cliente (CRM) na sua empresa. Você conhece o seu negócio? Então coloque no papel, desenhe, visualize graficamente todas estas etapas desde a prospecção, a geração de leads até o fechamento do processo, incluindo o pós-venda. Existem sistemas prontos que podem ser adaptados ao seu negócio e que vão ajudar muito na compreensão e na busca dos resultados lucrativos”, conta o sócio da Dex Advisors.

5 – Seja entusiasmado, paciente e persistente no processo de vendas

Uma negativa em uma das etapas não é o fim. Deve representar um momento de reflexão. Talvez você deva voltar ao planejamento, refazer alguns caminhos e estratégias, além de voltar à atividade no momento oportuno. “Lembre-se, o processo é cíclico, como uma roda gigante. As chances giram e as oportunidades podem voltar a passar na sua frente. O importante é não perder o entusiasmo, continuar focado e otimista”, afirma Ibrahim.

6 – Use estratégias de marketing

O marketing mudou radicalmente nos últimos anos, acompanhando as profundas transformações que a economia da era digital está impactando em nosso mundo. Assim, as ações das empresas devem refletir esse momento do consumidor/cliente, que está altamente conectado, procurando não só produtos/serviços, mas experiências que o absorvam e tornem a sua vida melhor.

“Deveríamos pensar em uma presença marcante em todas as etapas do ciclo de produtos ou de vendas. Isso porque a vida ficou mais competitiva”, fala.

Itaguacy pontua também os itens que ao ver dele são importantes no processo de marketing. “A identidade visual da marca, a clareza, a transparência na comunicação, o alinhamento sustentável que sua marca tem que transparecer, o respeito com os múltiplos públicos que se desdobram em raça, cor, credo, gênero, a entrega exata da promessa, a interação e o diálogo com o consumidor que ganhou voz via redes sociais são tópicos marcantes. A falta disso, deste acompanhamento pode ser fatal”, completa.

7 – Tenha presença digital

“Hoje a presença na internet é vital para o sucesso das marcas e produtos, pois é neste ambiente que o público-alvo está buscando informações sobre produtos, serviços, e sendo comparado com a concorrência. Atualmente, é a maior porta de entrada de clientes, prospects e novos negócios”, assegura Ibrahim.

8 – Seja relevante

O especialista Ibrahim indaga e responde: “você tem site, possui páginas nas mídias sociais de sua marca? Ótimo, pois é um excelente começo, mas não o bastante. Porém na internet sua marca tem que ter relevância. Essa é a palavra que dita esse ambiente. Tem que ser relevante para o seu público, agregar, estar presente, dar respostas rápidas às perguntas, ser transparente, ou seja, movimentar-se para o seu grupo-alvo”, diz.

9 – Personalize as vendas

O funil de vendas é uma representação da jornada de seus clientes, que começa no instante em que eles têm o primeiro contato com a marca e se estende até a efetivação da compra, incluindo idealmente a fase de pós-venda. “Este processo pode ser representado por uma metodologia chamada AIDA, que é dividido em quatro etapas bem específicas: A= atenção; I= interesse; D= Desejo; e A= ação”, conclui o especialista da Dex Advisors.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.