Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Mercado de marketing direto movimentou R$ 17,4 bilhões em 2007

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

No ano passado, o mercado brasileiro de marketing direto movimentou R$ 17,4 bilhões, o que denota participação de 0,68% no PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, de acordo com estudo da Simonsen Associados, divulgado pela ABEMD (Associação Brasileira de Marketing Direto).

A média de crescimento desse mercado, nos últimos sete anos, foi de 12,8% ao ano. Para se ter uma idéia, em 2000, o setor havia gerado uma receita de R$ 7,5 bilhões, menos da metade da cifra obtida em 2007.

Call center lidera movimentação financeira

Entre 2006 e 2007, a média de crescimento do mercado foi de 15,2%. A movimentação passou de R$ 15,1 bilhões para R$ 17,4 bilhões. As empresas de call center são as que possuem maior fatia de participação no mercado, com 23,5% do total que foi movimentado, o que corresponde a R$ 4,1 bilhões.

Em segundo lugar, estão os serviços de internet e e-commerce, com 22,9% (R$ 3,98 bilhões). Gráficas, empresas de distribuição e logística e companhias de tecnologia relacionada a marketing direto são segmentos que aparecem quase empatados, com 14,5%, 14,4% e 14,2%, respectivamente.

Com relação a 2006, essas cinco primeiras posições no ranking de participação no mercado de marketing direto não mudaram. Na análise por crescimento anual dos segmentos, entretanto, o destaque vai para as empresas de serviços de internet e e-commerce, que apresentaram, em 2007, aumento na receita de 21,3% ao ano.

Outro destaque é o segmento que ocupa o sexto lugar no ranking de participação de mercado: empresas de database e CRM, que cresceram 32,1% entre 2006 e o ano passado, obtendo uma receita de R$ 1,03 bilhão.

Empresas que mais se utilizam do marketing direto

As organizações que mais investem em marketing direto para atrair consumidores são as instituições financeiras, com 24%. Em seguida, aparecem empresas de telecomunicações e utilidade, com 15%, publicações e assinaturas, com 11%, comércio em geral e catálogos (9%), indústria automobilística e autopeças (8,5%), fund. raising / religioso (3,5%) e outros (29%).

Em 2007, o mercado do marketing direto foi responsável por 1.020 mil empregos diretos, equivalentes a uma alta de 9,6% ao ano frente a 2006.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.