Mercado eleva projeção para inflação em 2012 para 5,08%

redacao 16/04/2012
redacao 16/04/2012

Para 2013, porém, a estimativa dos analistas consultados no relatório Focus seguiu estável em 5,50%

Apesar do resultado mais fraco que o esperado da inflação de março registrada pelo IPCA, a pesquisa Focus, divulgada há pouco pelo Banco Central, revelou um aumento da previsão do mercado financeiro para o índice oficial de preços em 2012, que passou de 5,06% para 5,08%. Para 2013, porém, a estimativa dos analistas consultados seguiu estável em 5,50%.

Para as cinco instituições que mais acertam as previsões do BC, o chamado top 5, a estimativa de IPCA para 2012 no médio prazo subiu de 4,82% para 4,91%. Para 2013, o IPCA no médio prazo e também para esse grupo subiu de 5,10% para 5,40%.

A projeção da Selic do mercado para abril segue em 9%. A estimativa indica o corte de 0,75 ponto porcentual, na próxima reunião do Copom, nesta semana.

De acordo com o documento, a previsão para a Selic, ao fim de 2012, segue em 9%, também se mantendo em 10% para o fim de 2013. Segundo o Focus, a Selic média em 2012 deve seguir em 9,28%. Já a projeção para a Selic média para 2013 caiu de 9,88% para 9,83%.

A alta dos preços administrados em 2012, porém, caiu de 3,95% para 3,80%. A projeção para 2013 seguiu estável em 4,5%.

PIB

A estimativa de mercado para a expansão do PIB, em 2012, seguiu estável em 3,20%, mas a estimativa para 2013 aumentou de 4,20% para 4,30%. Já a projeção para o crescimento da produção industrial seguiu estável em 2%, em 2012, e em 4% em 2013. De acordo com a pesquisa, o superávit comercial de 2012 seguiu em US$ 19 bilhões, mas a estimativa para o desempenho comercial em 2013 caiu de US$ 15 bilhões para US$ 14,70 bilhões.

A projeção para o Investimento Estrangeiro Direto (IED) em 2012 subiu de US$ 55 bilhões para US$ 56,40 bilhões. A previsão de IED para 2013 se manteve em US$ 56,40 bilhões. A estimativa de câmbio para o fim de 2012 aumentou de R$ 1,78 para R$ 1,80, mesmo patamar da expectativa para o câmbio, ao fim de 2013, que se manteve. Já a projeção de câmbio médio, em 2012 aumentou de R$ 1,77 para R$ 1,79. Da mesma forma, o câmbio médio para 2013 subiu de R$ 1,78 também para R$ 1,79.

Para os analistas consultados pelo BC, a projeção da relação dívida/PIB, em 2012, se reduziu de 36,35% para 36,15%. Para 2013, a projeção também decresceu de 35% para 34,7%.

Já a estimativa para o déficit em conta corrente, em 2012, caiu de US$ 69 bilhões para US$ 68,63 bilhões. Para 2013, por outro lado, a previsão de déficit aumentou de US$ 71 bilhões para US$ 72 bilhões.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.