Mulheres à frente de franquias representam 48% do total de franqueados

redacao 06/03/2014
redacao 06/03/2014

Pesquisa aponta que mais de 7 mil mulheres adquiriram uma franquia em 2013 e faturamento dos negócios operados por mulheres é 34% maior do que as franquias com homens no comando

Um estudo anual da Rizzo Franchise, empresa de pesquisas sobre o Franchising, revelou que atualmente 65 mil dos franqueados no Brasil são mulheres, o que representa 48% do total de pessoas que investem nesse ramo. Ainda segundo a pesquisa, quase 500 mil mulheres se candidataram à compra de uma franquia em 2013.

Os setores mais procurados pelas mulheres para abrir uma franquia ainda são os de Saúde & Beleza, Acessórios Pessoais e Fast Food, mas segundo o especialista em Franchising, Marcus Rizzo, que é também o autor da pesquisa, setores como Negócios & Serviços, postos de gasolina, oficinas mecânicas e outros, considerados no passado como negócios “masculinos”, estão recebendo cada vez mais mulheres no comando.

A pesquisa também apurou que o faturamento das franquias operadas por mulheres é 34% maior do que nos negócios operados por homens. “Isso acontece porque as mulheres têm características que permitem maior flexibilidade nos negócios e, consequentemente, maiores resultados, como: maior disponibilidade para aprender, maior estabilidade para lidar com a equipe de funcionários e maior presença no dia-a-dia dos negócios”, explica Rizzo.

Eloisa Oliveira Kalaf, 35 anos, é um exemplo de mulher que procurou uma franquia para complementar a renda que possuía na fábrica de equipamentos eletroeletrônicos da família, onde trabalha desde os 14 anos na área Administrativa. Ela adquiriu uma franquia da Mr. Kids – rede de franquias de máquinas de brinquedos e doces para crianças e hoje fatura cerca de R% 7 mil mensais, com 28 máquinas instaladas em shoppings, buffets e supermercados. “Depois que tive minha filha, precisava aumentar a renda e não tive medo de encarar mais uma atividade”, conta ela, que, hoje abastece as máquinas cerca de 2 a 3 vezes por mês. “Minha meta é chegar a um faturamento mensal de R$ 12 mil com o negócio”, completa ela.

O especialista Marcus Rizzo lista as principais características das mulheres franqueadas que estão faturando mais do que os homens nas franquias:

Mulheres são mais focadas – se estiverem realmente interessadas no negócio, vão fundo até conseguir o que desejam;

Mulheres são auto motivadas, ou seja, buscam o resultado e a satisfação, antes mesmo da recompensa financeira;

Mulheres não precisam de muito estímulo – na busca de um negócio e na sua administração, tudo é estimulante;

Mulheres decidem, são verdadeiros “tratores” para resolver problemas;

Mulheres ouvem mais – querem aprender e são mais curiosas.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.