Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Mulheres preferem serviços e comércio para empreender

redacao 25/02/2014
redacao 25/02/2014

Estudo do Sebrae mostra que de cada dez donas de um pequeno negócio no país, sete estão empreendendo nesses dois setores

De cada dez mulheres empreendedoras no Brasil, sete atuam nos setores de Comércio e Serviços. Um estudo realizado pelo Sebrae mostra que essa concentração não ocorre entre os homens, que se dividem de forma mais equilibrada entre todos os setores. Do total de mulheres donas de micro e pequenas empresas no Brasil, 38% estão no Comércio e 33% nos Serviços.

“As características dos empreendedores são semelhantes em homens e mulheres: proatividade, ousadia, aceitação de risco. Mas é fundamental escolher atividades com as quais se tenha afinidade, por isso vemos a presença feminina mais forte nas empresas que ligadas à beleza e alimentação, por exemplo”, aponta o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

As atividades mais procuradas pelas mulheres ao abrir uma empresa são as de cabelereiro e manicure, seguidas pelo ramo de bares e lanchonetes. No comércio, elas estão mais presentes nas vendas ambulantes, de acessórios de vestuário, alimentos e bebidas. Na indústria estão 20% das empreendedoras, a maioria delas envolvida no ramo de vestuário, como a fabricação de roupas sob medida.

A microempreendedora individual (MEI) Marlene Guimarães é uma das empreendedoras brasileiras que atuam no setor de Serviços. A professora aposentada de São Paulo apostou na capacitação para transformar o sonho em realidade. Especializou-se em alongamento de cabelos para abrir o próprio centro de estética capilar.

Atualmente, Marlene faz perucas e oferece atendimento personalizado ao lado da filha. A empresária desenvolve ainda um projeto social que atende pacientes com câncer do Hospital Câncer de Jales. “Além de conquistar o sucesso no mundo do empreendedorismo, as mulheres vão além e conseguem ainda transformar o ambiente externo, servindo de exemplo para outras empresárias”, destaca Barretto.

São histórias como essa que o Sebrae faz questão de reconhecer por meio do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, que identifica e seleciona relatos de vida de empreendedoras no Brasil. A premiação completa dez anos em 2014. A iniciativa, que começou com pouco mais de mil mulheres inscritas, chegou ao número recorde de 6.987 inscrições nesta edição. Até hoje foram mais de 30 mil participantes. As grandes vencedoras da premiação serão conhecidas nesta terça-feira (25), em Brasília, com a presença de concorrentes de todos os estados brasileiros.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.