Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Não quer gastar com hotel? Hostel pode ser opção, com diária média de R$ 37 em SP

redacao 23/11/2010
redacao 23/11/2010

Para quem quer viajar, mas não quer gastar muito com hospedagem, os hostels podem ser opção mais em conta. Conhecido principalmente pela rede de albergues da juventude, esse modelo de acomodação vem atraindo cada vez mais turistas, principalmente pelo preço da diária mais em conta que o de um hotel convencional, de cerca de R$ 37.

Pesquisa realizada pelo Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo mostra que a ocupação média nos hostels da capital paulista ficou em 69%, considerando os últimos três meses. Somente em agosto, 62,4% dos 15 hostels que existem na cidade ficaram ocupados. O percentual subiu para 71% em setembro e para 73,8% em outubro.

Hostels
Para a SPTuris (São Paulo), órgão responsável pelo turismo da cidade, a expectativa é de que a ocupação desse modelo de hospedagem cresça ainda mais, devido à demanda da Copa de 2014.

“Diversificar a oferta é importante para qualquer setor e merece atenção especial no turismo”, afirmou, por meio de nota, o presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho. “São Paulo é reconhecida pela enormidade de opções que oferece ao visitante e os hostels só reforçam essa característica fundamental da cidade”.

Até agora, a SPTuris pode constatar que o perfil dos hóspedes que se hospedam em hostels é diferente daquele que fica em acomodações tradicionais e abrange de jovens a um público sênior. Esse público viaja motivado pelo lazer e cultura e não são fiéis a um hostel específico, variando de acomodação.

Turismo em São Paulo
Hoje, o turismo de São Paulo conta com 410 hotéis e 42 mil unidades quartos – o maior número do País. No ano passado, a cidade recebeu 11,3 milhões de turistas – um crescimento de 37,8% frente a 2004, quando a cidade passou a ser promovida como destino turístico.

A vocação da cidade, de acordo com a SPTuris, é para turismo de lazer, uma vez que São Paulo possui 12,5 mil restaurantes de 52 tipos de cozinha, 160 teatros, 110 museus, 299 salas de cinema, 40 centros culturais e 54 parques.

A cidade recebe 70% dos voos internacionais, distribui outros 70% dos voos pelo país, detém 15% do PIB nacional, abriga a maioria das sucursais de multinacionais e sedia o maior número de eventos internacionais das Américas.
 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.