Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Negócio a Negócio, do Sebrae, atende mais de 1,5 mil empresas

redacao 18/01/2013
redacao 18/01/2013

Ao contrário de muitos empreendedores que aproveitam o início do ano para curtir as férias, alguns se dedicam a melhorar o desempenho de suas empresas. Desde o início de janeiro, 1.560 microempresas e Microempreendedores Individuais (MEI) foram atendidos gratuitamente pelo Negócio a Negócio, que tem como objetivo implementar ferramentas de gestão nos empreendimentos. O programa é desenvolvido pelo Sebrae no Rio Grande do Sul, em parceria com 12 instituições de ensino gaúchas.

A meta para este ano, segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no estado, Vitor Augusto Koch, é chegar a 49 mil empreendimentos e realizar 147 mil atendimentos presenciais e gratuitos com foco em gestão. “Reiniciamos o projeto este mês de forma muito intensa, visto que em 15 dias já atingimos mais de 1,5 mil empresas. No litoral Norte, por exemplo, temos duas instituições realizando os atendimentos: a Universidade de Caxias do Sul (UCS) e a Faculdades Integradas de Taquara (Faccat)”, explica.

O Negócio a Negócio consiste na implementação de ferramentas básicas de gestão em empreendimentos com faturamento anual de até R$ 360 mil, além do MEI. De forma gratuita, os Agentes de Orientação Empresarial (AOE) – universitários treinados na metodologia do programa – atuam junto às empresas fazendo um levantamento dos pontos fracos e das oportunidades de melhorias. “Na primeira fase são realizadas três visitas. Em um momento seguinte, os agentes de orientação empresarial retornam às empresas para realizar outros três encontros que finalizam a ação”, explica a gestora do projeto no Sebrae no estado, Marcia Peracchi.

O coordenador do programa na UCS, professor João Vicente Franco de Godolphim, acrescenta que é a primeira vez que os atendimentos na região estão sendo feitos durante a alta temporada de turistas. “Por isso, temos cuidado com os horários de abordagem, priorizando a primeira hora da manhã ou entre 12h e 15h, quando o número de clientes nos estabelecimentos é menor”. A meta da UCS no litoral Norte é atender 800 microempresas na etapa I e retornar a outras 800 que participaram do projeto no ano passado (etapa II).

Em janeiro, estão recebendo as visitas dos Agentes de Orientação Empresarial empresas localizadas em Capão da Canoa e Torres. “Também iremos atender a empresas de 12 municípios da região”, ressalta. As universidades parceiras são: Fadergs, Faccat, Feevale, Pucrs, UCS, UFSM, Unijuí, UPF, Urcamp, Ucpel, URI Campus Frederico Westphalen e URI Campus Santiago.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.