Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Nota Fiscal Eletrônica tem novidades para as empresas

redacao 25/03/2013
redacao 25/03/2013

A partir de maio deste ano, a Ficha de Controle de Importação (FCI) será integrada com a Nota Fiscal Eletrônica, por meio dos campos que serão criados no XML (arquivos onde estão os dados da empresa, comprador, produtos, impostos e transportadora) da NF-e. “Além disso, será obrigatória também a apresentação da própria FCI, um documento em papel que demonstra os valores e percentuais referentes a produtos importados no processo de industrialização”, afirma Marcos Couto, gestor da unidade fiscal da StarSoft, fornecedora de tecnologia de sistemas integrados para gestão corporativa.

Outra novidade prevista para o primeiro semestre deste ano é a oficialização da “Manifestação do Destinatário”. Trata-se da ciência das operações, ou seja, cada empresa deverá avisar ao governo se a operação efetuada – nota de venda, compra, transferência e devolução – é de conhecimento de ambas as partes, ou é uma operação conhecida como “Nota Fria”.

A StarSoft conta em seu portfólio com o StarSoft NF-e. A solução reúne todos os parâmetros para atender a estas novas necessidades, realizar a  comunicação com o governo, entre outros processos inerentes às atividades das áreas contábil e tributária.

Na Ficha de Controle de Importação deve constar a descrição da mercadoria ou bem resultante do processo de industrialização, o código de classificação na Nomenclatura Comum do Mercosul, unidade de medida, valor da parcela importada do exterior, o valor total da saída interestadual, entre outros dados.
 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.