Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Os erros que devem ser evitados no primeiro mês no emprego novo

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

 "O primeiro mês é o período em que o profissional é mais avaliado. Erros que, normalmente, passariam despercebidos não passam no primeiro mês", afirma a consultora de Recursos Humanos da Catho, Glaucia Santos.

O ideal é que o funcionário faça o possível para se adaptar à cultura da empresa. Isso significa que vestir roupa social, quando a maioria das pessoas prefere o jeans, não é indicado. O contrário também é ruim: "Não use calça jeans porque outro colega de trabalho usa. Observe a maioria", aconselha Glaucia, que lembra também a importância de evitar a extravagância, usando maquiagem muito forte ou bijuterias em excesso, por exemplo.

Erros que precisam ser evitados
Em primeiro lugar, mostre interesse em aprender e tenha humildade para tal. Nada pior para um funcionário novo do que demonstrar, logo no começo, desinteresse. Isso significa que é necessário exercitar a paciência e sentar do lado de alguém para ouvir. Perguntar quando não se sabe o que fazer também é recomendado, assim como pedir ajuda.

Quanto ao relacionamento interpessoal, Glaucia avisa: "não é interessante chegar querendo fazer amizade com todo mundo, mas também não é bom se isolar completamente. É preciso criar alianças entre os novos colegas".

Esteja disponível

Para a consultora, o profissional deve tomar cuidado ao recusar uma tarefa. Dizer simplesmente que não pode fazer algo porque já está lotado de responsabilidades não é uma atitude bem-vista. "A pessoa pode até negar a realização de alguma tarefa, no entanto não pode se mostrar inflexível".

Por isso, Glaucia recomenda que a pessoa peça ajuda para priorizar suas tarefas, ou mesmo abra o jogo e diga que não está conseguindo fazer tudo no ritmo esperado. A recusa de atividades pode denotar inflexibilidade.

Faça de tudo para não faltar
Chegar atrasado com freqüência, pedir para entrar mais tarde ou chegar mais cedo e faltar, logo no primeiro mês, está longe de ser o ideal. Ou seja, ainda que o profissional esteja enfrentando uma gripe ou uma crise de sinusite, por exemplo, ele deve fazer o possível para não se ausentar.

"Parece até maldoso dizer para não faltar quando a saúde não está 100%, mas, se houver disponibilidade, é importante tentar ir ao trabalho, para mostrar interesse. É até melhor fazer um esforço para ir e, se não estiver se sentindo bem, pedir para ir embora", opina.

Sugestões
Quanto às sugestões para melhoria dos processos, a especialista garante que inovações e idéias criativas são bem-vindas, e muitas empresas contratam mesmo com esse perspectiva. Mas é indispensável ter cuidado para, não acabar criticando, mesmo sem querer, o trabalho que já é feito pela equipe e pela liderança.

Outra boa dica é esperar alguns meses para analisar a maneira como são executadas as tarefas e avaliar a viabilidade de sua sugestão. "Assim, a sugestão poderá ser mais fundamentada", finaliza.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.