Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

País precisa investir em inovação para aumentar exportações, diz secretário do MDIC

redacao 02/02/2011
redacao 02/02/2011

O investimento em inovação é “a única solução para continuarmos aumentando as exportações”, disse hoje (1º) o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Alessandro Teixeira. Segundo ele, a política de desenvolvimento produtivo do governo envolve vários órgãos públicos, como o Ministério de Ciência e Tecnologia e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e também entidades do setor privado, como a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

 

De acordo com Teixeira, o país tem vocação para a produção de commodities, como minério de ferro e alimentos, os dois produtos mais exportados pelo Brasil em janeiro. Ele não vê isso como um problema: “As commodities são intrínsecas à produção brasileira e isso não vai mudar, mas estamos conseguindo agregar valor”.

 

Para o secretário, os dados da balança comercial de janeiro, divulgados na manhã de hoje, com exportações de US$ 15,215 bilhões e saldo de US$ 424 milhões, são animadores. “Tipicamente acumulamos déficit em janeiro. Além disso, foi o melhor desempenho em volume exportado de toda a série histórica”, afirmou, lembrando da meta do MDIC de exportar, em 2011, US$ 228 bilhões em produtos.

 

A análise da balança comercial, segundo Teixeira, mostra o potencial do mercado exportador brasileiro. “Aumentamos o volume das nossas exportações e também a diversificação de mercados”.

 

Entre os produtos com valor agregado que apresentaram aumento nas exportações, o secretário executivo citou os setores de autopeças, motores, máquinas de terraplanagem e perfuração. Como exemplo do que pode vir pela frente com inovação, ele destacou a produção de plásticos biodegradáveis.

 

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.