Perspectiva de inadimplência recua para consumidores e empresas

redacao 14/12/2011
redacao 14/12/2011

A perspectiva de inadimplência dos consumidores num horizonte de seis meses caiu 1,3% em outubro, registrando o sexto recuo mensal consecutivo desse indicador, de acordo com pesquisa da Serasa Experian divulgada nesta quarta-feira.

Os economistas da Serasa apontam como fatores para a queda "a diminuição da inflação, o patamar baixo das taxas de desemprego e o crescimento mais moderado do endividamento".

"[Esses fatores] deverão contribuir para melhorar o cenário para a inadimplência das pessoas físicas ao longo de 2012", informam em nota.

"Além disto, o aumento de cerca de 14% para o salário mínimo previsto para 2012 e a continuidade da redução da taxa básica de juros (taxa Selic), diminuindo o custo das dívidas e dinamizando a economia a médio prazo, também favorecerão a concretização de um cenário mais benigno para a inadimplência dos consumidores no médio prazo."

Para as empresas, o indicador caiu 0,7% em outubro, apresentando a terceira queda mensal consecutiva.

"A atual trajetória de redução da taxa Selic, barateando o custo financeiro para as empresas e reativando o dinamismo da economia, bem como a melhora esperada para os níveis de inadimplemento dos consumidores, deverão contribuir para reverter o atual momento de inadimplência mais elevada das empresas", dizem os economistas da Serasa Experian.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.