Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Pressionados pelos combustíveis, preços no varejo sobem 0,38% em março

redacao 26/04/2011
redacao 26/04/2011

Medido pela Federação do Comércio de São Paulo (Fecomercio-SP), o Índice de Preços no Varejo (IPV) indicou que os preços do setor subiram em média 0,38% em março, na comparação com fevereiro. O segmento de combustíveis foi responsável por 68,42% da elevação. O IPV acumula alta de 0,81% no primeiro trimestre do ano e de 4,54%, nos últimos 12 meses.

Segundo a assessora econômica da Fecomercio-SP, Júlia Ximenes, o etanol tomou o lugar dos alimentos in natura como principal responsável pelo aumento de preços. Ela enfatizou que os produtos alimentícios continuam exercendo alguma pressão, mas que o grande peso do IPV de março veio do grupo de combustíveis e lubrificantes.

Júlia Ximenes acredita que, a partir de agora, com o início da safra de cana-de-açúcar, deverá haver uma queda no preço do etanol. “Com o início da safra de cana, que, ao que tudo indica, está com o desempenho positivo, os preços devem retornar aos patamares normais”.

Já o aumento dos preços dos alimentos parece, na avaliação da economista, estar ligado a fatores sazonais. As carnes, que pressionaram a inflação no segundo semestre do ano passado, entraram em queda. As carnes bovinas ficaram 0,83% mais baratas e as suínas, 3,75%. “Não existe uma tendência de inflação mesmo nesses produtos alimentícios porque eles estão retornando aos patamares normais”.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.