Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Produtores contrataram 56% dos recursos previstos no plano agrícola da agricultura empresarial

redacao 25/02/2011
redacao 25/02/2011

Os produtores rurais brasileiros já contrataram R$ 56,3 bilhões, ou 56%, dos R$ 100 bilhões previstos no Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011 para a agricultura empresarial. Segundo o Ministério da Agricultura, que divulgou os dados consolidados de julho a janeiro, o volume é 20,5% superior aos R$ 46,7 bilhões contratados no mesmo período do ano passado.

Segundo o diretor de Economia Agrícola do ministério, Wilson Araújo, o resultado reflete o bom cenário para o setor no Brasil e no exterior, com os preços da maioria das commodities agrícolas valorizados. “A situação estimula tanto o empreendedor como os agentes financeiros que operam o crédito rural”, afirmou Araújo, por meio de nota do ministério.

O principal destaque é o Programa de Sustentação de Investimento, direcionado ao financiamento de máquinas e equipamentos agrícolas, que, até janeiro, liberou 93%, ou R$ 3,7 bilhões dos R$ 4 bilhões previstos para a safra nessa linha de crédito. O Programa de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Procap-Agro) também foi muito procurado, tendo liberado R$ 1,7 bilhão, ou 85% dos R$ 2 bilhões previstos.

O médio produtor, que ganhou na safra 2010/2011 um programa especialmente voltado para ele, acessou, até o final de janeiro, R$ 3,2 bilhões, ou 56,6% dos R$ 5,65 bilhões disponibilizados pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Esses produtores, com renda bruta anual de até R$ 500 mil, podem acessar créditos para custeio, investimento e aquisição de máquinas com juros de 6,25% ao ano.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.