Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Produtores de etanol garantem que não haverá dificuldade de abastecimento do produto

redacao 31/01/2013
redacao 31/01/2013

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) disse que a decisão do governo de antecipar o aumento de 20% para 25% do percentual de álcool misturado à gasolina vai exigir uma adição de 170 milhões de litros para garantir a nova mistura. Segundo a entidade, o volume estará disponível "sem produzir qualquer dificuldade de abastecimento para os produtores".

Mais cedo, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anunciou que o percentual de álcool misturado à gasolina passará de 20% para 25% a partir do dia 1º de maio. A ideia inicial era que a elevação da mistura fosse concretizada a partir de junho, mas o governo decidiu antecipar a vigência.

Em nota, a Unica disse que o consumo adicional de etanol para garantir o aumento do percentual que é misturado à gasolina a partir de junho tinha sido considerado no planejamento das empresas do setor sucroenergético e que o assunto vinha sendo discutido pelo setor e o governo desde outubro do ano passado. “A decisão de hoje, antecipando a introdução da mistura de 25% para 1º de maio, apenas confirma o que vinha sendo cogitado há alguns meses”, informou a entidade.

Segundo Lobão, a expectativa do governo é que a medida ajude a reduzir o impacto do aumento do preço da gasolina, que teve reajuste de 6,6% nas refinarias, anunciado ontem pela Petrobras.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.