Programa Crescer vai destinar R$ 345 mi de crédito em 2012

redacao 23/02/2012
redacao 23/02/2012

Os empréstimos têm valor mínimo de R$ 300 e máximo de R$ 15 mil

Devido ao aumento no número de empresas em busca de crédito, os bancos têm ampliado as oportunidades de empréstimo. Em 2012, a Caixa Econômica Federal irá destinar R$ 345 milhões para Empreendedores Individuais (EI), por meio do Microcrédito Produtivo Orientado – Crescer.

Os valores dos empréstimos variam de R$ 300 a R$ 15 mil por operação, com taxa de juros de 0,64 % ao mês e até 24 meses para pagar. Já a Taxa de Abertura de Crédito (TAC) será de 1% sobre o valor do empréstimo, cobrado no ato da contratação. Atualmente, o valor médio concedido aos empreendedores é de R$ 4 mil. Segundo o gerente regional da Caixa, Renato Scota, não há ainda um limite pré-definido para o Espírito Santo, “mas enquanto existirem recursos, iremos trabalhar toda a demanda”.

Além dos empreendedores individuais, formais ou informais, podem ser atendidas empresas que obtiveram faturamento fiscal inferior a R$ 120 mil em 2011. Os recursos do microcrédito produtivo orientado poderão ser utilizados como capital de giro ou para a compra de equipamentos e máquinas.

Para adquirir o crédito, o empreendedor deverá se dirigir a qualquer agência da Caixa ou a um dos postos de atendimento do banco, instalados em comunidades atendidas pelo programa. Todas as cidades do estado já estão realizando o atendimento, tanto na Grande Vitória, como no interior.

A gerente da unidade de acesso a serviços financeiros do Sebrae no Espírito Santo, Alline Zanoni, comenta as vantagens da ampliação do crédito para os empreendedores individuais. “Além de ter acesso a uma operação de crédito com taxa de juros subsidiada pelo governo federal, de apenas 8% ao ano, o empresário contará com a assessoria gratuita de um funcionário da Caixa, treinado especificamente para orientar esse tipo de empreendedor”.

Enquadrado no Programa Nacional de Microcrédito Produtivo e Orientado do Ministério do Trabalho, o Crescer é uma linha de crédito para capital de giro e investimento fixo, que tem o objetivo de incentivar as atividades produtivas e a geração de emprego e renda. De acordo com a Caixa, de setembro a dezembro do ano passado, somente as regiões como o Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, e Heliópolis, em São Paulo, receberam R$ 5 milhões pelo programa, em aproximadamente mil contratos. No total, a Caixa já concedeu créditos de mais de R$ 11 milhões pelo Crescer.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.