Última edição Edição 263 March 2017 Assine

Programa investe 6,4 milhões em inovação e tecnologia

redacao 05/09/2013
redacao 05/09/2013

Iniciativa subsidia consultorias e já atendeu mais de 6 mil negócios em Mato Grosso do Sul

Uma iniciativa desenvolvida nacionalmente pelo Sebrae tem ajudado empresários no interior do Mato Grosso do Sul a agregarem valor aos seus negócios. O Sebraetec, desenvolvido desde 2010 no estado, incentiva os participantes a promoverem melhorias nas áreas de marketing, metrologia, processos produtivos, logística, normatização, certificação e design de embalagens, produto e material gráfico, entre outras soluções que possibilitam o acesso à inovação e tecnologia. Até o final de 2013, mais de 3,2 mil negócios de pequeno porte do estado deverão receber incentivos de quase R$ 6,5 milhões para realização de consultorias. Essas orientações têm subsídio de até 80% de subsídio pelo programa e os outros 20% podem ser parcelados em dez vezes pelo empreendedor. 

“O empresário pensa que, para inovar, tem que criar algo inédito, diferente para o mercado. Mas, não. Ele pode simplesmente agregar a inovação aprimorando o processo produtivo, reduzindo custos e otimizando tempo de cada colaborador”, destaca o gestor do programa em Mato Grosso do Sul, Pedro Paulo Loango.

A Cerâmica Fênix, que atua há 35 anos no município de Rio Verde, recebeu consultoria para a elaboração de seis linhas de produtos, usando o fusing, técnica de criação em vidro que utiliza um forno para modelagem e coloração das peças. “Começamos a atuar na fabricação de tijolos, depois passamos a trabalhar com pisos e agora, com vidros”, conta Fernando Striquer, sócio-proprietário da empresa.

A coleção, acompanhada por especialistas em inovação e tecnologia pelo período de quatro meses, foi lançada em agosto, em São Paulo, durante uma feira de decoração e design. Fernando garante que inovar constantemente é primordial. “Alcançamos um segmento até então não atendido pela empresa. Não dá pra ficar parado, porque senão o mercado te engole”, ressalta.

Organização

Outra empresa rioverdense a buscar recursos via Sebraetec foi a chapelaria, cutelaria e selaria Karandá, que recebeu duas consultorias: uma sobre o programa 5S, de organização e qualidade no ambiente de trabalho, comprometimento da equipe e comunicação entre os setores; e outra, para administração do processo de produção, com a descrição dos procedimentos de registro dos dados sobre o emprego de máquinas, homens e materiais.

Segundo Mariano Alkaras Filho, proprietário da marca que está há 13 anos no mercado, a redução dos custos foi de 8 a 12%, além da melhor interação entre diretoria, gerência e colaboradores. “Melhorou e muito, tanto na economia quanto na organização da equipe. Todo mundo fala a mesma língua e rema para o mesmo lugar”, diz. Para ele, as consultorias são uma maneira de se consolidar no mercado. “Temos que tentar inovar sempre, fortalecer a marca e melhorar os serviços”, ressalta. 

Já Wilker Bokalan, proprietário da Plantel Assessoria Veterinária, especializada em exames para identificar anemia infecciosa equina, da cidade de Costa Rica, afirma que sem o apoio do Sebrae já teria fechado o laboratório. A empresa buscou o Sebrae para se adequar à ISO 17025, que estabelece requisitos para implementar, até 2014, um sistema de gestão da qualidade que produz resultados tecnicamente válidos e rastreáveis.

Preocupado com a sobrevivência do negócio, Wilker buscou consultoria na área de normatização e certificação, para implantar o sistema. “Melhorou muito a parte documental e, em breve, o estabelecimento receberá uma auditoria para comprovar as práticas adotadas e obter a certificação do Inmetro.  

Até o ano passado, 6.196 micro e pequenas empresas e produtores rurais foram atendidos por meio de consultorias com subsídios do Sebraetec no Mato Grosso do Sul, que alcançaram ao todo o montante de R$ 12 milhões. Somente em 2012, na região norte do estado, 220 estabelecimentos obtiveram aporte de mais de R$ 385 mil.

Mais informações sobre como aderir ao programa na Central de Relacionamento do Sebrae, no telefone 0800 570 0800.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.