Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Projeção de analistas para inflação oficial em 2008 chega a 6,4%

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

A expectativa de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) chegou a 6,4%, bem mais próxima do limite da meta para este ano (6,5%). Na última semana, a projeção era de 6,3%. A elevação desta semana é a 15ª consecutiva. A informação consta do boletim Focus, publicação semanal do Banco Central, elaborada com base em pesquisa feita com analistas de mercado sobre os principais indicadores da economia.

A meta de inflação para este ano é de 4,5%, com margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Para 2009, que tem a mesma meta, a estimativa passou de 4,80% para 4,91%.

No último dia 30, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu o centro da meta de 4,5% também para 2010. A expectativa do governo é que a inflação convirja para o centro da meta até 2010.

O IPCA, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGP-M), foi escolhido pelo governo como índice das metas de inflação. Esse índice abrange as famílias com rendimentos mensais entre um e 40 salários mínimos. O regime de metas é adotado no Brasil desde 1999, após o fim da taxa de câmbio fixa.

Em São Paulo, a expectativa dos analistas para o Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (IPC-Fipe) da Universidade de São Paulo (USP), subiu de 5,85% para 6,33%, em 2008. Para o próximo ano, a estimativa para esse índice se manteve-se 4,50%.

No mercado atacadista, a estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), subiu de 11,36% para 11,41%. No caso do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), a expectativa passou de 11% para 11,25%, neste ano.

Para 2009, a estimativa passou de 5,10% para 5,30 %, no caso do IGP-DI, e de 5,03% para 5,24 %, para o IGP-M.

A estimativa para preços administrados em 2008 subiu de 3,78% para 3,80% e de 4,80% para 5%, em 2009.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.