Projeto ensina empreendedorismo em escolas públicas

redacao 12/09/2013
redacao 12/09/2013

Crianças e adolescentes do município de Posse, a 525 quilômetros da capital goiana, estão entusiasmadas com o projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), doSebrae em Goiás. O projeto foi implantado nas escolas públicas no início deste ano, com o apoio da Secretária de Educação local.

Os estudantes deram uma mostra do trabalho realizado em parceria com o projeto durante o desfile cívico de 7 de setembro, . Eles apresentaram trabalhos elaborados com material reciclado. “Tudo o que iria para lixo pode virar outra coisa”, explica Maria Eduarda Vieira Machado, de 11 anos, aluna do 6º ano da Escola Municipal Avani e participante das aulas de Eco Papelaria.

“Reciclando você preserva o meio ambiente”, emenda Ana Cristina Ferreira da Silva, 12, do 7º ano. A jovem tem feito artesanato sustentável quando não está entre os livros. “Quero ser médica. Por isso, dedico oito horas por dia aos estudos”, revela.

A Escola Avani foi a primeira de Posse a implantar o JEPP na grade curricular para os alunos dos 6º, 7º e 8º anos. Os jovens agora se preparam para, em novembro, iniciar a comercialização dos produtos de artesanato. “Muitos de meus alunos nem sabiam pegar em uma agulha. Agora, fazem crochê”, comemora a diretora do colégio, Vânia Maria de Oliveira. 

Para a secretária municipal de Educação, Leila Aparecida Menezes, o projeto ajuda os jovens a refletir sobre o consumi e, consequentemente, ajuda a criar profissionais de maior sucesso em suas carreiras.

Parceria
O prefeito José Gouveia de Araújo está satisfeito com a parceria entre o município e o Sebrae em Goiás. Ele lembrou de um dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos do Avani para melhorar a sinalização das ruas de Posse. “Nós atendemos uma solicitação dos alunos do 8º ano, que pediram para melhorar a sinalização da Avenida JK. No local, eram registrados acidentes frequentes. Agora, com a aplicação do projeto, devemos reduzir as ocorrências”, explica.

Para chegar ao projeto da sinalização, a turma do 8º ano fez estudo do bairro na escola. Nas imediações do colégio foram colocadas faixas para a travessia de pedestres e quebra-molas, para diminuir a velocidade dos veículos. Os alunos também realizaram ações para conscientizar os moradores e motoristas.

“É prazeroso ver o trabalho sendo tão bem desenvolvido pelas escolas da região”, afirma Tânia Aparecida da Silva, gerente da Regional Nordeste do Sebrae em Goiás.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.