Projeto estimula comportamento empreendedor em crianças

redacao 11/11/2013
redacao 11/11/2013

A experiência foi realizada durante o calendário escolar de 2013 e culminou com a primeira Feira do Empreendedor Jovem no Ceará

É desde cedo que se forma um empreendedor de sucesso. Partindo desse princípio, o Sebrae no Ceará começou a realizar neste ano uma experiência piloto de educação empreendedora no colégio da Polícia Militar General Edgard Facó. A iniciativa faz parte do projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), voltado para alunos do Ensino Fundamental, do 1º ao 9º ano, que tem como objetivo estimular o protagonismo juvenil e a busca de possibilidades de inserção no mercado de trabalho, por meio de uma postura empreendedora ou da criação do próprio negócio.

Uma capacitação com 30 professores da escola abordou as principais questões teóricas e metodológicas do projeto. Além disso, os docentes também conheceram a estrutura e o conteúdo dos livros de cada um dos nove anos do Ensino Fundamental que foram aplicados junto aos alunos. por meio do treinamento, os professores começaram a perceber que muito do comportamento empreendedor já faz parte do cotidiano das crianças.

Em sala de aula, durante o calendário escolar, 700 alunos de 6 a 13 anos participam de dinâmicas e oficinas com conteúdo específico para a idade dos estudantes, com foco no comportamento empreendedor e planejamento de negócios. Nesses encontros, são passadas todas as informações básicas para que o aluno desempenhe tanto o empreendedorismo social quanto o corporativo, com instruções até para gerenciamento dos negócios. Os projetos desenvolvidos foram levados à Feira do Jovem Empreendedor, realizada nessa quinta-feira (7), no próprio colégio.

“A educação empreendedora muda a maneira das crianças pensarem, de agirem. Dá um maior senso de responsabilidade e isso é altamente positivo. Para o Sebrae, a escola tem o papel principal de iniciar nossas crianças na experimentação dos comportamentos empreendedores. Comprovadamente, o público infantil têm uma enorme capacidade de aprendizagem e esse conhecimento poderá fazer toda a diferença para o desenvolvimento de pessoas com grande capacidade de criação de negócios competitivos, que poderão ajudar no crescimento do país”, afirma a analista do Sebrae no estado e coordenadora do projeto, Mônica Arruda.

De acordo com ela, a Feira do Jovem Empreendedor é um evento realizado no final do ano para marcar o encerramento das atividades. Nele, os alunos apresentam o que aprenderam, fazendo uma demonstração de projetos empreendedores. Eles criaram idéias de negócios de sabonetes e velas perfumadas, temperos naturais, aromatizadores de ambiente, sanduíches e alimentos naturais, brinquedos ecológicos, loja de novos e usados, doceria e ecopapelaria e produtos reciclados.

“É um projeto inovador e que desperta as crianças e jovens para o tema do empreendedorismo. O ensino desse tema coloca o aluno como protagonista e integrante do processo educacional, abrindo novas perspectivas para essas crianças no futuro. É um convite para uma mudança cultural”, afirma a analista.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.