Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Projeto Primeiro E-commerce cria mais de 3 mil lojas virtuais

redacao 29/11/2013
redacao 29/11/2013

Graças à plataforma gratuita, empresários de todo o país já conseguiram tirar do papel o projeto virtual

Os altos custos e as dificuldades em administrar o próprio negócio fizeram com que a empresária Alessandra Rodrigues abandonasse sua loja física para investir em uma versão virtual. Com ajuda do projeto Primeiro E-commerce, lançado no ano passado pelo Sebrae e o MercadoLivre, awebdesigner abriu gratuitamente na internet a Design Papers Conviteria, uma empresa que oferece envelopes, papéis e soluções para quem quer fazer convites diferenciados. Em poucos meses, viu seu faturamento aumentar em mais de 50%.

Graças ao programa do Sebrae, vários empresários como Alessandra conseguiram, no último ano, tirar do papel seu projeto virtual, às vezes engavetado pelos custos da operação e pela falta de conhecimento sobre a área. Até setembro de 2013, foram 5,8 mil cadastros completos no site, 3,7 mil lojas criadas – sendo 3,3 mil ativas no mercado –, o que representa 91% do número de empresas criadas na web.

“Além do preço acessível, do sistema de segurança e da facilidade em administrar o negócio, hoje eu consigo fazer o controle de estoque automático, por exemplo. A internet me dá escala e consigo ampliar as vendas para todo o país”, destaca Alessandra Rodrigues.

“Os empreendedores já se deram conta das vantagens do comércio eletrônico. A venda pela internetabre muitas oportunidades, principalmente, para as micro e pequenas empresas que não precisam depender de filiais ou lojas para oferecer produtos e serviços em qualquer lugar do país e do mundo”, destaca Luiz Barretto, presidente do Sebrae.

O Primeiro E-commerce completou um ano em setembro e é muito procurado pelos microempreendedores individuais (MEI) pela facilidade do acesso e pela gratuidade do processo de criação da página virtual. Para fazer o cadastro, basta acessar o www.primeiroecommerce.com.br. Não há custo para a montagem da loja, mas é cobrada uma taxa de 4,99% sobre o valor de cada venda. Esse preço permite a facilidade de usar uma estrutura de pagamento pronta com todas as bandeiras de cartão de crédito e com certificado de segurança, além de controle de estoque automático.

Para a criação da loja, a plataforma contempla uma variedade de imagens de fundo, fontes de letras e paletas de cores a serem utilizadas. Cada empresa pode fazer sua página eletrônica ou sua loja como desejar, criando sua própria identidade visual, inserindo fotos dos produtos e da marca.

Novidade

Graças ao sucesso do projeto, o Primeiro-Ecommerce vai fazer parte do Programa de Agentes Locais de Inovação (ALI). Com isso, os agentes, que vão passar por treinamento para conhecer bem a plataforma, poderão indicar e divulgar a ferramenta aos empresários atendidos. 

O foco será nos Agentes Locais do INOVarejo, que funciona como um módulo adicional do ALI. Assim, quando o agente local atender uma empresa do comércio e aplicar um diagnóstico específico, ele poderá sugerir no plano de ação a utilização das ferramentas de e-commerce, caso a empresa julgue estar preparada para lidar com uma loja virtual. 

1 Comentário

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.