Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Quase metade das agências de eventos já apostam em atitudes sustentáveis

redacao 23/07/2012
redacao 23/07/2012

É cada vez mais constante a conscientização da população por mudanças de hábitos visando um mundo mais saudável. O desenvolvimento sustentável é a melhoria integrada entre economia, sociedade e meio ambiente. Neste quesito o Brasil tem investido em novos conceitos e obtido bons resultados. A indústria nacional, responsável por grande parte da agressão ao meio ambiente, está comprometida com as questões ambientais e já busca desenvolver ações sustentáveis.

O setor de eventos e exposições  é um dos que mais movimenta uma grande massa de atividades  e apresentou um crescimento de 43% no Brasil, em 2011, segundo estudo do Instituro Alatur. Tal expansão tem impacto direto no meio ambiente e pode consumir em excesso água  e energia, além de produzir grandes quantidades de  gás carbônico (CO2). Pensando nisso, as  agências observaram a necessidade de investir nos Eventos Verdes e, de acordo com o levantamento realizado pela Fran6 Análise de Mercado com gestores deste segmento, 41% das empresas já realizam eventos deste porte.

“As pessoas costumam achar que os eventos verdes tendem ficar mais caros pelos diferentes investimentos que serão feitos, porém muitas vezes acabam sendo mais baratos. Sem dúvida, a sustentabilidade vem mais forte em 2012,  com  empresas engajadas em diminuir os danos causados ao meio ambiente. Quem deseja se manter forte no competitivo mercado de eventos deve estar atento a esse movimento”, afirma Guilherme Trementócio, diretor geral da agência Puzzle, especializada promoção e eventos (BTL).

Atitudes sustentáveis podem ser vistas já na organização de uma feira  com a construção de  estandes de materiais recicláveis. A captação de energia solar ou investimento em lâmpadas de led e sensores de presença, sistemas de ventilação natural, separação do lixo e coleta a vácuo  e o incentivo a viagens em grupos para minimizar a produção de CO2 são algumas das mudanças que podem contribuir para um futuro mais saudável.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.