Rede de hamburguer vegetariano amplia investimento em food trucks

A projeção do Hareburguer é fechar o ano com 15 unidades e aumentar em 70% o faturamento da rede, expandindo para outros estados

Redação 31/10/2017
Redação 31/10/2017

Após ganhar as areias de Ipanema e conquistar os cariocas com seu irreverente cardápio vegetariano, o Hareburger amplia investimentos no segmento de food truck e expande a rede inaugurando mais duas unidades. O primeiro “truck fixo” da marca acaba de chegar à Praça XV, no Centro do Rio. O modelo de negócio, que costuma circular em festas e eventos com opções saudáveis e hambúrgueres veggies, agora ganha um endereço, na nova região revitalizada da cidade, com investimento de R$ 70 mil. A ideia é ficar lá por um ano e, então, avaliar novos rumos.

Atualmente com oito lojas no Rio de Janeiro, a projeção é fechar o ano com 15 em operação e aumentar em 70% o faturamento da rede. A expansão promete continuar a todo vapor em 2018, com previsão de abertura de mais 15 unidades, e chegar a outros estados, como São Paulo. A marca busca por franqueados que pensem no investimento como projeto duradouro e valorizem comer e beber de forma saudável e com um preço justo. O investimento inicial para uma franquia Hare é a partir de R$ 250 mil (sem taxa de franquia).

“O número de vegetarianos e veganos só aumenta no mundo e é a consequência de um despertar na consciência coletiva da humanidade, que traz uma reconexão com a vida. Esta reconexão está ligada naturalmente a uma alimentação e estilo de vida mais saudáveis”, defende o fundador da marca Raphael Krás.

O Hareburger é o primeiro fast casual vegetariano do “mundo”. Fundado em 2006 literalmente “nas areias da praia de Ipanema”, trata-se de uma rede de alimentação saudável, que apresenta como carros-chefe hambúrgueres vegetarianos, saladas, petiscos, açaí e sucos. A história começou há 10 anos, quando o fundador da marca Raphael Krás, aos 19 anos, para conhecer a Bahia com a namorada, pegou R$ 50 emprestados da avó para produzir e vender os primeiros hambúrgueres vegetarianos na praia, em pleno verão carioca. A ideia era fazer os sanduíches como gostaria que chegassem até ele: receita leve, saborosa e “com muita energia”. Com uma flautinha, levava alegria em forma de hambúrguer vegetariano para todos. E, é claro, encantava…

Nascia ali, despretensiosamente, o Hareburger. Com sua linguagem divertida e irreverente, seu criador, agora conhecido como Hare Rapha, conquistou muitos fãs e transformou seu sonho em negócio, tornando-se pioneiro no segmento de hambúrgueres vegetarianos. No ano passado, lançou o primeiro hambúrguer 100% vegano – o Quinoa Solar vegano (hambúrguer à base de quinoa e batata doce, queijo vegano, molho de semente de papaya e salada). “Com esse burger, o Hare tornou-se um pioneiro no ramo, ocupando uma lacuna no mercado de fast casual”, diz Rapha, ressaltando que há mais oito produtos com selo vegano no cardápio. hareburger.com

Raio X

Investimento médio (shopping): R$ 300 a 500 mil

Investimento médio (loja de rua): R$ 300 a 500 mil

Faturamento médio (mensal): R$ 100 mil

Taxa de franquia: R$ 50 mil

Taxa de publicidade: 1% do faturamento

Taxa de royalties: 6% do faturamento

Prazo médio de retorno: 24 a 36 meses

Funcionários (por loja): 9

Capital de Giro: a partir de R$ 25 mil

Prazo do Contrato: 60 meses

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.