Rossi anuncia medidas de apoio aos produtores de arroz do Sul

redacao 04/02/2011
redacao 04/02/2011

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, viajou na tarde de hoje (3) para Porto Alegre para anunciar medidas de apoio aos produtores de arroz e feijão da Região Sul. Depois de se reunir com o governador do estado, Tarso Genro, no Palácio do Piratini, sede do governo gaúcho, Rossi garantiu apoio financeiro para o escoamento de 1,78 milhão de toneladas de grãos.

Segundo o ministro, os agricultores do Sul do país estão recebendo menos que o preço mínimo estipulado pelo governo federal. Por isso, o Ministério da Agricultura (Mapa) comprará 360 mil toneladas de arroz e 100 mil toneladas de feijão. Até 130 mil toneladas devem ser adquiridas ainda em fevereiro.

O restante será leiloado por meio de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP): 1,02 milhão de toneladas de arroz e 300 mil toneladas de feijão. Nessa modalidade de operação, a empresa paga ao agricultor o preço mínimo e recebe um prêmio do governo para transportar o produto até uma região pré-determinada no contrato, onde há procura pelo grão.

No Rio Grande do Sul, que tem mais de uma dezena de municípios em estado de emergência por causa da seca que castiga a região há meses, o preço de mercado do arroz está em torno de R$ 22 por saca de 50 quilos, enquanto o preço mínimo fixado pelo governo é de R$ 25,80 por saca. O feijão é vendido no Paraná por R$ 65 a saca de 60 quilos e, no Rio Grande do Sul, por R$ 70, em média. O preço mínimo estabelecido é de R$ 80.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.