Sebrae lança projeto com foco no mercado de startups

A proposta é atender 143 empreendedores durante dois anos

Redação 26/04/2017
Redação 26/04/2017

Empresários interessados em expandir seus negócios, potencias empreendedores e proprietários de empresas que já atuam no mercado de startups participaram do Seminário de Sensibilização sobre o lançamento do Projeto de Desenvolvimento e Fortalecimento das Startups – SE. O objetivo é estruturar e fortalecer projetos de empreendedores de startups, promovendo o desenvolvimento sustentável e aumentando a competitividade.

O Projeto terá duração de 24 meses, contando a partir do dia 20 de abril de 2017. A meta é beneficiar 143 empreendedores, sendo 12 Microempresas, 18 Microempreendedores Individuais, 13 Potenciais Empresários e 100 Potenciais Empreendedores. Segundo a analista e gestora do Sebrae em Sergipe, Lara Andrade, atualmente a instituição é um dos principais atores do ecossistema de startups no Brasil e tem atuado junto ao segmento realizando ações de capacitação, inovação e mercado. Já existem resultados expressivos com aproximadamente 800 startups e empreendedores atendidos em todo o Brasil.

“Em Sergipe, desde 2014 o Sebrae vem participando de ações pontuais como parceiro de eventos realizados (Startup Weekend, Demoday). Em 2015 foram firmados os primeiros contatos com o Ecossistema local (Cajuvalley) para que fosse consolidada a proposta de um projeto de atuação junto a startups do Estado. Ao longo da elaboração do Projeto SE-Desenvolvimento e Fortalecimento de Startups, firmamos parceria também com o ITEC da Universidade Tiradentes e o SERGIPETEC. Sensibilizadas as empresas e parceiros, concluímos  e lançamos o projeto, e traçamos a forma de atuação a ser trabalhada”, explica Lara Andrade.

O projeto priorizará sua atuação nos seguintes momentos de maturidade: Ideação, destinado a potenciais empresários que já possuem uma ideia, já definiram um segmento de mercado a atuar e que buscam validar para criar o seu negócio. Já o momento da Operação é destinado aos empresários que estão na fase inicial da empresa e que precisam de ferramentas técnicas de gestão para que possam ser implantadas imediatamente na operação do negócio. “O atendimento primário é voltado para startups que estão na fase de ideação. Serão realizadas capacitações e consultorias por meio de metodologias aplicadas as empresas do segmento.  Já o atendimento com foco na Pré-Aceleração de Startups tem como proposta realizar capacitações, consultorias, mentorias e outras ações de desenvolvimento do empreendedor, por meio de metodologias aplicadas às startups”, explica a gestora Lara Andrade.

Para o empresário Gláucio Gonçalves, o projeto startups, assim como o Sebrae Like a Boss, ajuda principalmente os empreendedores que estão nas fases iniciais do negócio a entender o ecossistema de empreendedorismo, quais os conceitos chaves, qual o tamanho do percurso e quais os obstáculos devem ser enfrentados. Os grupos de empreendedores mais avançados também podem ter uma chance de acompanhar editais de aceleração e de inovação apoiados pelo Sebrae.

“Acredito que, com o marketing correto do projeto startups, a influência de futuros empreendedores e curiosos pode fomentar a cultura de startups no estado de forma positiva. O Estado possui uma boa diversidade de empreendedores de diferentes áreas de negócio, diferentes culturas e experiências e certamente existem mais empreendedores aguardando uma oportunidade de começar seu negócio. Mas, novamente, é preciso de um bom trabalho de divulgação desse projeto”, destaca Gláucio. Além de capacitação, o projeto irá realizar ações de apoio a eventos de startups, maratonas de negócios e acesso a mercados.

Filazero

Gláucio Gonçalves é o idealizador do Filazero, uma plataforma que transforma as filas de espera presenciais em filas virtuais por meio de algoritmos de previsão de atendimento. O Filazero encontra-se em crescimento e já é utilizado por alguns grandes clientes no estado.

“Uma dor que nós sentimos como clientes de banco, alunos em matricula em universidade, pacientes em clínicas e hospitais, etc, é a espera para ser atendido. Pensando nesse cenário, o Filazero foi criado para oferecer um sistema completo de atendimento, que contempla sistemas de back-office para chamadas de clientes, administração da fila de atendimento, aplicativo móvel para que o usuário acompanhe sua previsão em tempo real, plataforma de auto agendamento e muito mais”, destaca.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.