Segundo pesquisa, Espanha ‘repousa em maus lençóis’

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

A Espanha, que vinha registrando um crescimento acima da média da região do euro, pode estar entrando em um período de graves problemas econômicos e provável recessão ainda este ano, aponta pesquisa.

As chances de a economia espanhola entrar em recessão, dois trimestres seguidos de retração para o PIB (Produto Interno Bruto), até o final do próximo ano aumentaram para 67,5%, dos 50% apurados no mês passado.

A pesquisa foi realizada com 14 economistas dos quais 8, dos 10 que destacaram o cenário de recessão, acreditam que ela deverá iniciar-se a partir do terceiro trimestre deste ano.

Boom imobiliário

Impulsionada pelo boom do setor imobiliário dos últimos anos, a atividade da economia espanhola vinha se expandido em ritmo constante nos últimos períodos. No entanto, quando os bancos restringiram os financiamentos, a atividade regional sofreu uma reviravolta.

Com a menor expansão das vendas e desvalorização dos imóveis, a economia tem crescido em seu menor ritmo desde a última recessão, em 1993. As vendas no varejo registraram queda por oito meses consecutivos, enquanto a taxa de desemprego cresceu por cinco meses seguidos.

Na opinião dos economistas consultados, a taxa de desemprego deverá continuar crescendo até atingir seu pico próximo a 14%. Vale destacar que, no segundo trimestre, esse número já estava na casa dos 10,4%.

Contra a corrente
Porém, para o governo da Espanha, a economia do país não deverá entrar em recessão. Segundo suas estimativas, o PIB regional deverá registrar um crescimento de 1,6% em 2008, passando para 1% em 2009, devendo retomar os 3% de crescimento em 2010.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.