Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Site reunirá dados estatísticos e boas práticas para micro e pequenas

redacao 05/09/2011
redacao 05/09/2011

A iniciativa é resultado de uma parceria entre Argentina, Brasil e Chile e deverá ser lançada em novembro

Até o final deste ano, a América Latina e o Caribe ganharão uma plataforma na internet com informações e boas práticas desenvolvidas por instituições de apoio ao fortalecimento de micro e pequenas empresas. A Mipyme ? Comunidade para Micro, Pequenas e Médias Empresas em português ? é o produto final do Projeto Sistema Regional de Informação e Aprendizagem para o Desenho de Políticas Públicas de Apoio às Micros, Pequenas e Médias Empresas (SRIA), em fase de conclusão.

Desenvolvido em conjunto pelo Sebrae, no Brasil, Secretaria da Pequena e Média Empresa e Desenvolvimento Regional (Sepyme), na Argentina, e pelo Serviço de Cooperação Técnica (Sercotec), no Chile, o projeto ? co-financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) ? alcançará mais uma etapa nesta semana, nesta quinta (18) e sexta (19), em Buenos Aires, na Argentina.

Na ocasião, será realizado o workshop Metodologia para a Configuração de um Sistema Regional de Informação. Nessa primeira etapa, serão capacitados representantes das instituições dos três países envolvidos nos projetos que trabalham com informações estatísticas sobre o segmento.

“Isso porque, além de um repositório de boas práticas das instituições voltadas às micro e pequenas empresas, o projeto também busca reunir uma série de dados estatísticos sobre empresas na América Latina”, explica a responsável pelo projeto no Brasil, a analista da assessoria internacional do Sebrae, Juliana Mee.

Durante o workshop, serão tratados temas como elementos configurativos de um sistema regional de informação, fontes de dados inventariados na Argentina, Brasil e Chile, incluindo sua acessibilidade, padronização e qualidade, além de uso dos registros administrativos a fim de produzir estatísticas sobre as micro, pequenas e médias empresas.

O lançamento da comunidade no Brasil está previsto para novembro, juntamente com a realização do workshop sobre boas práticas voltadas para as MPE. “O foco inicial será a captação de parceiros interessados em replicar as boas práticas cadastradas. Mas nada impede que instituições de outras partes do mundo possam fazer parte também”, explica Juliana.

Ao capacitar e municiar de informações as instituições que prestam apoio às micro, pequenas e médias empresas nos três países, o projeto deverá fortalecer também os empresários, principalmente na região de fronteira entre Argentina, Brasil e Chile. “No futuro, com certeza eles estarão mais preparados para fazer intercâmbios tanto de conhecimentos quanto comerciais”, acrescenta Juliana.
 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.