Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Socialização, mobilidade e otimização: essências do marketing online

redacao 18/04/2011
redacao 18/04/2011

2010 foi o ano da grande socialização na Internet. Muitas empresas entraram nas redes sociais, criando contas em aplicativos como Twitter ou Facebook, e começaram a utilizá-las como um canal de marketing, comunicação e serviço. Algumas companhias começaram a tirar conclusões analíticas sobre os gostos dos usuários e a percepção da marca nestes meios interativos, criando projetos para incorporar o conhecimento e o comportamento social dos consumidores na sua oferta online. Mas, qual será a principal tendência que afetará as estratégias de vendas e de marketing na Web durante este ano?

Acredita-se que a próxima tendência será a computação móvel combinada aos meios sociais e colaborativos.Este ponto de vista é compartilhado pela vice-presidente do Morgan Stanley, Mary Meeker, que conclui que estamos diante do "início do próximo ciclo da tecnologia dominante, a Internet móvel”. O crescimento desta alternativa, segundo a mesma executiva, está sendo mais rápida do que o ocorrido com a Internet por meio dos desktops e acabará ultrapassando o seu volume de acesso em cinco anos. Principalmente, porque estão surgindo, de forma muito rápida, plataformas que estão mudando as regras do jogo das comunicações e de vendas, trazendo a combinação entre as redes sociais e a mobilidade. Além disso, a localização, em particular, acrescenta novas dimensões e oportunidades.

O Gartner também concorda com esta visão e faz um prognóstico de que, até 2013, os telefones celulares superarão os computadores pessoais como dispositivo dominante de acesso à Web em todo o mundo. E vai além, prevendo que os sistemas de gestão de conteúdo na rede vão incorporar funcionalidades de análise para melhorar as campanhas de marketing e as experiências do usuário com dispositivos móveis até 2012.Mas, quais são as implicações para as empresas que iniciam campanhas de marketing por meio de canais móveis e comunicação social? Até agora, o marketing online interativo foi uma atividade centrada na Web.

Porém, com a entrada dos dispositivos móveis e as redes sociais, a complexidade aumentou e as empresas enfrentam uma dificuldade crescente na hora de administrar as campanhas de venda pela Internet, tanto por meio do celular quanto dos canais colaborativos.As novas ferramentas devem permitir administrar de forma centralizada os esforços de marketing interativo para o desenvolvimento de uma Web empresarial integrada, móvel e que interaja com as redes sociais. Uma plataforma de gestão de experiência na Web (em inglês, Web Experience Management, com a sigla WEM) adequada permitirá formatar e disponibilizar conteúdos e aplicativos para dispositivos móveis específicos dentro da mesma interface que o restante do conteúdo na Internet, possuindo repositório de conteúdo único e central.

Uma campanha de marketing interativo significa integrar a segmentação de campanhas com os dados que provêm dos canais sociais e dos dispositivos móveis, isto é, usando ferramentas integrais de otimização. A interatividade significa bidirecionar. Graças ao constante volume de informações a serem agregadas à análise desta mesma variedade de conteúdos, é possível entender melhor os clientes, fazer recomendações e disponibilizar conteúdos personalizados e ofertas por meio de vários canais.

À medida que o volume de informação é muito maior, as fontes mais dispersas e os usuários mais exigentes, é cada vez mais importante que as ferramentas utilizadas pelos administradores de marketing online ofereçam uma visão unificada do usuário. Três conceitos vão resumir o futuro imediato dos fornecedores de plataformas WEM: socialização, mobilidade e otimização.

Ivamar Sousa é diretor da FatWire na América Latina

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.