Startup inova no consumo online de moda sustentável

Na plataforma Becauz os consumidores escolhem ações ou projetos para destinar metade do lucro do produto que estão comprando

Redação 30/10/2017
Redação 30/10/2017

Transformar o consumo em uma experiência de evolução humana, participar de forma inovadora da economia compartilhada, utilizando a capacidade produtiva adicional das organizações, e empoderar o consumidor para melhorar o mundo por meio da moda. Esses são alguns objetivos da startup Becauz, recentemente lançada no Instituto MOBI. A grife se constitui em uma plataforma de e-commerce de moda, na qual os consumidores escolhem ações ou projetos, previamente indicados, para destinar metade do lucro decorrente do produto que estão comprando, chamado pela marca de Lucro para Evolução Humana (LEH).

A ideia se baseia no conceito de Inovação Natural, criado pelo empreendedor Eduardo Borba. “Vamos mostrar como funciona o novo modelo organizacional chamado de Causa (princípio da Inovação Natural), que é mais útil para a sociedade, além de inovador e sustentável. Os consumidores terão acesso a uma experiência inovadora de consumo de moda. E será também uma alternativa para as ações e projetos captarem recursos financeiros a fim de manter ou ampliar suas iniciativas”, explica Eduardo.

Com parceiros respeitados no mercado, como Brandili (produção dos itens de vestuário), Haco Etiquetas (etiquetas e tags), GasModels (modelos para a grife), TRND 24/7 (produção fotográfica), Taticca (auditoria) e Flávio Pinheiro Neto Advogados, a proposta é utilizar a capacidade adicional das organizações para produzir os itens da marca, contribuindo com a diluição do custo fixo das parceiras, de maneira a contribuir na manutenção e geração de empregos no país. Além disso, a equipe da Becauz pretende cocriar peças de moda assinadas por estilistas e designers.

Segundo os idealizadores, o custo competitivo de produção, a gestão enxuta e o valor agregado de design e qualidade garantirão que metade do lucro seja repassado a projetos sérios que melhoram a vida de milhares de pessoas. O próprio nome da grife, que tem origem do inglês be cause (seja causa), é uma chamada para a ação para as pessoas serem protagonistas do mundo melhor em que acreditam, vestindo essa consciência com design e qualidade.

“A Becauz é uma alternativa de equilíbrio das necessidades socioeconômicas da sociedade, atendendo às exigências estéticas, éticas e morais cada vez maiores do mercado. Tudo isso para contribuir na elevação da consciência de todos os envolvidos e assim obtendo a evolução humana, que é a razão de existir da empresa”, explica Eduardo Borba.

Organizações e pessoas interessadas passam pelo processo de seleção e auditoria para garantir que os recursos recebidos sejam alocados nos projetos apresentados. Tudo é realizado com transparência. Os selecionados, chamados de cauzers, engajam suas comunidades on-line para adquirir produtos da Becauz escolhendo o seu projeto para destinar metade do lucro. Para assegurar a transparência na distribuição e utilização dos recursos, a startup conta com apoio da Taticca (auditoria) e suporte jurídico da Flávio Pinheiro Neto Advogados, gerando elevado nível de confiabilidade no novo modelo de negócio.

Equipe e parceiros

A equipe que lidera as iniciativas é composta por reconhecidos especialistas e profissionais do mercado comprometidos com a Causa: Eduardo Bertoldi de Salvo (experiente executivo em Gestão e Governança), André Gustavo Pasold (UX, formado pelo SVPG no Vale do Silício), Grazieli Waltrich (experiente em inovação social), Rosilene Venturi (consultora e acadêmica de moda), Viviane Thaís de Araújo (consultora em responsabilidade corporativa e especialista em diversidade). A força da causa também possibilita um diferencial de contar com uma rede de mentores e orientadores destacados em suas áreas de especialização como Flávia Brandes (financeiro), Everson Marcon (controladoria), Claudia Orçati (desenvolvimento humano), Delmari Zwicker (produção). A intenção é zelar para que o modelo de negócio continue ganhando escala e possa receber as próximas rodadas de investimento.

Inovação Natural

O conceito foi lançado em 2015 com o livro “Inovação Natural: a nova essência do mundo dos negócios”. Nele, Eduardo Borba mostra que a Inovação Natural é o efeito produzido nas empresas e profissionais que utilizam esse conceito para obter um modelo humano de inovação ininterrupta. A partir da descoberta de sua “Causa” (princípio de Aristóteles), que é onde as paixões e talentos se cruzam com as necessidades do mercado, o profissional ou empreendimento é mergulhado em um ciclo contínuo de evolução, desencadeando ações que levam a resultados favoráveis, inovação, crescimento e lucro.

O empreendedor

Eduardo Borba é formado em Design pela Univille, pós-graduado em Inovação pela Sustentare Escola de Negócios e pós-graduado em gestão de marketing pelo INPG – Business School. Montou a primeira empresa aos 20 anos. Viveu a cultura do Vale do Silício e retornou transformando empresas e construindo novos conceitos de negócio. É fundador do Instituto MOBI, causa que cria e fomenta o empreendedorismo do século 21, sendo detentor da tecnologia da Inovação Natural, que é o conceito base para todas as iniciativas como a Becauz e o Empreinovador, além de atuar com educação empreendedora, mentoria para empresas e investimento anjo.

www.becauz.com.br

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.