Última edição Edição 263 March 2017 Assine

Sua empresa está preparada para ser uma microfranquia?

redacao 05/05/2011
redacao 05/05/2011

Segundo dados da Associação Brasileira do Franchising (ABF) existem no país cerca de 2.500 franqueados deste segmento; em 2011 as estimativas são de crescimento de 20% apenas neste nicho

Trabalhar para si mesmo, ter seu próprio negócio, planejar seu próprio horário de trabalho, esses são apenas alguns dos muitos benefícios que assalariados brasileiros – com perfil empreendedor – estão prospectando para suas vidas profissionais. É com o intuito de atingir este público que muitos empresários estão formatando suas marcas para se tornarem microfranquias. Mas as empresas estão formatadas para entrar neste promissor mercado?

Dados da Associação Brasileira do Franchising (ABF) revelam que o Brasil possui aproximadamente 2.500 franqueados deste segmento, e que existem no país pouco mais de 50 marcas. A previsão de crescimento do setor para 2011 deve chegar a 20%.

Para Batista Gigliotti, presidente da Fran Systems, consultoria em desenvolvimento de negócios e de franquias, “este mercado é promissor, já que os investimentos para o empreendedor entrar neste segmento chegam, no máximo, a R$ 50 mil. As microfranquias têm despertado o interesse, inclusive, da Classe C, que enxerga neste nicho uma alternativa válida – e próspera – para se tornarem empreendedores e ter seu próprio negócio”.

Com a tendência de forte crescimento das microfranquias, algumas empresas, que, até o momento ainda não pertencem ao segmento do franchising, estão formatando seus negócios, adaptando-se para atender a este novo empreendedor: que quer algo pequeno, mas com uma marca e know-how estruturados. Batista acredita que “para as empresas de pequeno e médio porte é uma grande oportunidade prepararem suas empresas para entrar neste mercado, e, assim, de expandirem suas marcas com rapidez e amplitude. E é bom aproveitar o momento, já que a demanda pela aquisição de uma microfranquia por enquanto terá poucas opções de investimentos, pois existem no Brasil pouco mais de 50 marcas atuando neste nicho de mercado”.

Cautela na hora de formatar seu negócio

As microfranquias, que foram criadas em 2007, na maioria das vezes, funcionam no modelo de home-based (baseadas em casa). Sem a necessidade de ter um ponto comercial – em alguns casos, o principal empecilho na hora de abrir uma empresa -, as microfranquias vêm conquistando muito espaço no setor do franchising, devido à rapidez de tornar em realidade o sonho de ser empreendedor.

Entretanto, para os empresários que desejam migrar seus negócios para este segmento, colocando suas empresas em evidência e transformando-as em microfranquias, orientação profissional e cautela são necessárias antes de qualquer mudança significativa. “Além disso, para entrar no mundo do franchising é essencial saber o que oferecer ao consumidor final e se o seu produto ou serviço possui um diferencial. Tornar este negócio possível nas mãos de terceiros é um desafio, tanto do franqueado, que terá que provar seu conhecimento empreendedor, quanto da empresa, que deve planejar sua entrada e sua formatação neste setor”, conclui Batista.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.