Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Sudeste tem mais da metade dos empregos criados em fevereiro

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

Mais da metade dos postos de trabalho criados em fevereiro de 2008 estão no Sudeste. A região registrou aumento de 0, 87% na criação de postos de trabalho em comparação com janeiro, índice acima da média nacional, que foi de 0,70%.

De um total de 204.963 de empregos gerados no mês passado, 140.956 estão na região Sudeste – a maior parte no estado de São Paulo, onde foram criadas mais de 98 mil vagas.

Entre os estados, o segundo lugar na geração de empregos ficou com Minas Gerais, que registrou 27.792 novos postos, seguido pelo Rio Grande do Sul, que criou 20.080 vagas.

Em contrapartida, a região Nordeste teve índices negativos. A queda foi de -0,35%, o que representa em valores absolutos 14.791 vagas a menos. Quase todos os estados da região registraram queda.

Os mais afetados foram a Paraíba, com índice de -2,04%, e Pernambuco, com baixa de -0,57%. Somados, os dois estados contabilizam uma redução de 10.830 postos de trabalho. Sergipe e Maranhão foram os únicos estados do Nordeste que registraram alta em empregos gerados: 0,65% e 0,38%, respectivamente.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, culpou a sazonalidade da produção agrícola pela redução dos postos de trabalho na região, em fevereiro.“A cana-de-açúcar e toda a área sucroalcooleira alteram negativamente o Nordeste brasileiro [nesse período do ano]. Todos os estados [da região] basicamente concentram suas atividades no setor sucoalcoleiro, não só no plantio e colheita da cana, mas também na indústria alimentícia de produtos derivados do açúcar”, explicou.

Os números fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem (18). O Caged mostra mensalmente o comportamento do mercado de trabalho, com os números de contratações e demissões de trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.