Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Tecnologia auxilia agricultor e ameniza efeitos da seca

redacao 26/07/2013
redacao 26/07/2013

Um softaware desenvolvido pelo setor de Tecnologia da Informação do Sebrae na Paraíba irá auxiliar os agricultores a desenvolverem as escalas produtivas e a amenizarem as perdas. O chamado Programa de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Pais Web) é uma ferramenta que está sendo apresentada aos produtores paraibanos e de diversos outros estados do país. O programa também auxilia os gestores públicos, que podem mensurar a produção de seu município. 

Apesar da forte estiagem na região Nordeste, os produtores agroecológicos, que plantam sem agrotóxico, diminuíram suas perdas devido à adoção desses medidores do Pais Web. Neste domingo (28), Dia do Agricultor, comemora-se essa e outras ações que beneficiam a agricultura familiar. 

O gestor do Pais na Paraíba e analista técnico do Sebrae, João Bosco da Silva, ressalta que o mercado de produtos orgânicos sem agrotóxico vem crescendo no estado e no mundo. “A procura pelos produtos orgânicos tem aumentado significativamente, tanto nos supermercados, quanto nas feiras agroecológicas. É um setor que possui a demanda maior que a oferta. E o mercado paraibano está muito receptivo a esses produtos”, comenta.

O Dia do Agricultor este ano será comemorado pelos agricultores familiares com a superação do período difícil da seca. “A tecnologia do Pais Web está sendo testada com eficiência”, completa João Bosco. Ele informa ainda que a agroecologia ameniza os impactos causados pela seca, com o uso da cobertura morta, irrigação localizada e o cultivo de culturas resistentes. 

Atualmente, na Paraíba, o Pais beneficia 470 famílias de 42 municípios. Somente nos últimos dois anos foram implementadas 150 unidades nas microrregiões do Cariri e da Borborema. “Estamos no início da mobilização e sensibilização das comunidades que receberão as novas unidades a serem implantadas até 2014”, ressalta João Bosco.

A ferramenta tecnológica é fruto de um trabalho conjunto entre as instituições que financiam o Pais na Paraíba. A Fundação Banco do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apoiam o programa com o Ministério da Integração Nacional, além da Universidade Federal de Campina Grande (campus de Sumé), Universidade Estadual da Paraíba (campus de Lagoa Seca), Universidade Federal da Paraíba (campus de Areia), projeto Dom Helder Câmara e prefeituras.

Informações Agência Sebrae

 

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.