Última edição Edição 263 March 2017 Assine

Empresários do varejo conhecem ferramentas para entrar no mercado on line

redacao 25/10/2013
redacao 25/10/2013

Encontro em Mato Grosso aproxima empresas do comércio e de Tecnologia da Informação

Novas tecnologias e o ritmo de vida acelerado provocam mudanças no consumo. Esse quadro exige que os empresários do varejo busquem inovações para atender a clientes exigentes, bem informados e ávidos por novidades. Hoje, os consumidores comparam preços e produtos na internet, compram em lojas virtuais, pedem por catálogos e compartilham suas experiências de compra (positivas ou negativas). Com o objetivo de orientar empresários desse setor, o Sebrae em Mato Grossoorganizou o Encontro de Negócios do Varejo nessa terça-feira (22), reuniu 144 participantes, 20 deles do setor de Tecnologia da Informação (TI).

Segundo Érika Vieira, coordenadora do programa Agentes Locais de Inovação, do Sebrae, que acompanha lojas e supermercados, há um crescimento do e-commerce, as redes sociais estão expandindo e os empresários do varejo percebem que precisam adotar outros canais para falar com seus clientes. Essa é a preocupação da empresária Luciane Brescovit, da Central Cerâmica, que entrou no mercado em 2010 e passa por um processo de mudanças, que abrange desde a entrada de novos produtos até o uso de modernas ferramentas de venda. “Estamos acordando agora porque precisamos buscar novos clientes e expandir o negócio”, disse.

Willene Freitas Brenner, proprietária da loja de roupas Soulteen, voltada para crianças e adolescentes, já explora novas tecnologias como o Facebook, usado para cumprimentar os clientes em datas comemorativas, oferecer descontos, mostrar produtos novos. Mesmo estando há apenas um ano com o negócio no mercado, ela já trabalha há 14 anos no ramo e coleciona um banco de dados dos clientes, onde armazena informações preciosas para incrementar as vendas.

“Esse tipo de evento é uma oportunidade que a gente tem de conhecer novos recursos tecnológicos e repensar o negócio, ver pequenas coisas que podemos implementar, mas que vão contribuir para essa nova realidade”, comentou ao final da palestra da consultora Regiane Relva Romano, da Vip-Systems, empresa que desenvolve consultoria e projetos que envolvem código de barras, biometria, visão de máquina, entre outros.

Regiane Relva é criadora da primeira loja virtual brasileira e apresentou as últimas novidades tecnológicas mundiais para o varejo, tais como identificação de clientes por câmera, self chec-out, quiosques eletrônicos, máquinas de autoatendimento, manequins falantes, ciber manequins, manequins móveis, aeropostale, etiquetas eletrônicas de preços nas gôndulas, NFC (nova forma de pagamento usando o celular), vidro touch, vitrine interativa, atendimento virtual, 3D sem óculos, realidade aumentada, interatividade.

Uma das empresas de TI participantes foi a Inex Tecnologia de Inovação, que desenvolve sites e aplicativos. Segundo um dos sócios, Leonardo Hugney, a empresa trabalha no desenvolvimento de vitrine de produtos e cardápio virtual para restaurantes. “Esse é um mercado promissor, mas ainda há muita resistência do empresário. Eventos como esse ajudam as empresas de TI a difundir esse tipo de serviço. É uma sementinha na cabeça do empresário”. 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.