Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Vendas do varejo devem crescer 6% no Dia das Mães 2011

redacao 04/05/2011
redacao 04/05/2011

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) prevê crescimento de 6% nas vendas do varejo para o Dia das Mães 2011, na comparação com o mesmo período do ano passado. O resultado é reflexo direto da manutenção do consumo interno, e reforça a tendência de alta para todo o ano, segundo análise do economista e presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior.

“O Dia das Mães é a segunda melhor data do varejo para vendas, perdendo apenas para o Natal, e este ano não será diferente, apesar do cenário econômico interno adverso, com aumento de juros, inflação e redução da oferta de crédito”, avalia Pellizzaro Junior.

Em 2011, o gasto médio com presentes deve chegar a R$ 80,00, levando-se em conta as vendas entre o último sábado de abril e o primeiro de maio, véspera do Dia das Mães.

Os segmentos que mais devem se destacar neste ano são vestuário e calçados, em primeiro, e perfumaria, em segundo. Jóias e semijóias devem registrar o terceiro melhor resultado, enquanto que os eletrodomésticos, que ano a ano vem perdendo espaço nas compras, vão ficar em 4º lugar no ranking de vendas. Eletroeletrônicos de áudio e vídeo vêm em 5º lugar.

“São itens que não dependem de crédito de longo prazo, que foi o foco das medidas macroprudenciais do governo, e, portanto, devem manter-se em alta na preferência do consumidor este Dia das Mães”, afirma o presidente da CNDL.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.