Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Walmart é a bola da vez

redacao 01/08/2011
redacao 01/08/2011

A especulação quanto às metas de expansão no Brasil da Rede Walmart poderá converter-se em ação efetiva nos próximos dias. É visível o interesse de investimento do grupo na abertura de 80 novas lojas no País. Com faturamento de R$ 22,3 bilhões, atualmente é a terceira empresa em faturamento no ranking do setor, liderado pelo Pão de Açúcar, na faixa de R$ 36,1 bilhões, com o Carrefour no segundo lugar, com R$ 29 bilhões. Este, contudo, pela colocação dos seus dirigentes franceses, não teria interesse em sua manutenção no Brasil, dados os fatos desencadeados com o escândalo contábil em torno de R$ 1,2 bilhão.

Quando houve a possibilidade da fusão entre o Pão de Açúcar e Carrefour, a briga pelo primeiro lugar ficaria difícil para o Walmart. Para que houvesse a possibilidade de atingir o primeiro lugar ou ficar próximo, teria de comprar uma grande quantidade de varejistas menores – o que inviabilizaria a operação, porque o quarto do ranking, G. Barbosa, atualmente conta com um faturamentoaproximado de R$ 3,5 bilhões, bem distante do Walmart.

Em virtude da inviabilização da operação Pão de Açúcar/ Carrefour, abre-se oportunidade para que o Walmart possa atingir o primeiro lugar do ranking no varejo nacional. Até que ponto isso pode gerar maior lucratividade e mais dividendos para seus acionistas? As discussões farão parte dos próximos capítulos dessa briga dos varejistas, mas não podemos esquecer que grupos menores também têm interesse em expandir e podem assumir algumas unidades. O chileno Cencosud possui 250 estabelecimentos e tem fome de crescer. Pretende buscar R$ 2 bilhões de recursos para investir na expansão. Atualmente, estápresente nas regiões Sul e Nordeste. 

Reginaldo Gonçalves é coordenador do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.