Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Fabiano Amaral

Irmãos apostam em serviço de assinatura on-line para venda de produtos para animais de estimação

Por Mônica Pupo 18/02/2014
Por Mônica Pupo 18/02/2014

Segundo maior mercado pet do mundo, o Brasil fica atrás apenas dos Estados Unidos quando o assunto é faturamento: em 2012, o setor de produtos e serviços para animais domésticos movimentou R$ 14,2 bilhões por aqui, segundo dados da Associação Brasileira de Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). De olho nesta tendência, o carioca Fabiano Amaral decidiu deixar de lado a carreira como gerente de empresas de tecnologia da informação para, finalmente, realizar o sonho de ter sua própria empresa. Em parceria com o irmão, Mauro Amaral, ele fundou a DogBox, startup digital focada no mercado de assinatura on-line para o segmento pet.

A escolha pelo modelo de assinatura on-line também foi estratégico. Concentrados na Região Sudeste, com intensa presença no eixo Rio-São Paulo, os “papais e mamães dos filhos de quatro patas” investem tempo, carinho e atenção na criação de seus mascotes. Mas com a vida agitada dos grandes centros sobra pouco tempo para visitar pet shops e fazer um processo de compra mais atencioso. Para suprir essa necessidade, a DogBox oferece assinaturas de pacotes de produtos de higiene e entretenimento, entregues mensalmente no endereço dos clientes. “Pesquisamos o mercado consumidor de produtos pet e verificamos o crescimento constante. Chegamos à conclusão que era o momento de um serviço de seleção de produtos por assinatura”, conta Fabiano, que além de fundador também é responsável pelo produto, relacionamento com cliente e back office do processo de assinatura.

Entre os sites que inspiraram a criação do negócio estão representantes dos mais diversos setores e gostos, a exemplo da Glossybox (beleza), Sexybox (produtos eróticos), Bleubox (bem-estar), Olook (estilo), Chocolat Du Jur (para os chocólatras), Petitebox (para gestantes e bebês) e Clubeer (apaixonados por cerveja). “Não há como negar que o mercado de assinaturas on-line veio para ficar. Com o dia a dia cada vez mais corrido e concorrido, ganha aquela empresa que apresenta soluções inovadoras e práticas, que facilitam a vida das pessoas ao máximo”, aponta Fabiano.

A proposta do serviço é oferecer comodidade e praticidade aos clientes a partir da entrega mensal programada dos mais diversos produtos. Mas, segundo o empresário, um dos grandes méritos da modalidade é a diversão. “Este modelo de negócios tem como uma de suas principais missões levar surpresas todos os meses para a casa dos clientes, cada um em seu determinado ramo”, explica.

No caso da DogBox, após fazer um breve cadastro on-line, os clientes escolhem um dos mascotes que represente melhor a personalidade do cachorro em questão, que variam entre os estilos Zen, Fashion e Radical. A assinatura, que pode ser mensal, trimestral ou semestral, inclui a entrega de uma simpática caixinha todo mês, recheada com produtos que melhor correspondam ao perfil do pet, como brinquedinhos, novidades no mundo da cosmética canina, produtos para higiene e primeiros cuidados.

Assim, o dono do bichinho indica na primeira compra a marca, a quantidade e a periodicidade para receber os brinquedinhos, roupinhas e itens de primeira necessidade de seu animal de estimação. O cadastro costuma permitir alterações antes da entrega e outros acessórios podem ser inclusos no pacote. Os valores das assinaturas variam de R$ 49,90 a R$ 59,90 no plano semestral.

No site, os clientes também podem conferir quais itens farão parte da caixa do mês. “Também é possível acompanhar quais serão os próximos produtos, além de dicas e novidades, através do nosso blog, fanpage e Twitter”, completa o empresário, que aposta na comunicação via redes sociais para se sobressair perante a concorrência cada vez mais acirrada.

A experiência anterior na área de gestão tem ajudado o empreendedor a acertar os passos da operação. Formado em Economia pela Universidade Federal Fluminense, Fabiano optou pela área da administração empresarial desde o início da carreira, especializando-se posteriormente em gestão de negócios com MBA no Ibmec-Rio. “Apesar de ser meu primeiro negócio próprio, passei praticamente a vida toda empreendendo como funcionário, criando soluções diferenciadas para gargalos operacionais e processos”, ressalta o empresário de 36 anos.

A startup inaugurou em setembro de 2012 com 50 assinantes e faturamento em torno de R$ 2,5 mil. Nos primeiros seis meses, a base de assinantes cresceu cerca de 1.000%. Atualmente a DogBox possui 500 assinantes cadastrados e uma receita bruta mensal de R$ 27 mil. De acordo com Fabiano, o plano é repetir o crescimento de 1.000% até o final de 2013, com uma base de 5 mil assinantes e faturamento mensal de R$ 275 mil, atingindo o primeiro R$ 1 milhão faturado ainda em 2013. “O planejamento inclui solidificar nossa marca como referência no mercado pet de assinatura, além de expandir a assinatura para outros animais de estimação, principalmente os gatos. Atualmente utilizamos um galpão de 120 metros quadrados para estoque e montagem das caixas e esperamos triplicar esse espaço”, revela Fabiano.