Teltec Solutions

Após quadruplicar faturamento entre 2010 e 2012, Teltec Solutions pretender duplicar a receita em três anos

Por Flávio Cardozo Jr. 23/12/2013
Por Flávio Cardozo Jr. 23/12/2013

Meta é dobrar em três anos o faturamento de R$ 50 milhõesA tecnologia da informação (TI) do País, a Teltec, de Florianópolis, adotou em abril um novo nome: de Teltec Networks passou a se chamar Teltec Solutions, denominação que retrata uma nova concepção de atuação no mercado. Capitaneando a equipe está Diego Brites Ramos, 35 anos, alçado de sócio-diretor a diretor-geral, em substituição ao pai Glauco Brites Ramos, agora no Conselho de Administração. A meta estipulada em 2012 é dobrar em três anos o faturamento de R$ 50 milhões obtido naquele exercício. Um projeto de fôlego mas realista, a se julgar pelo desempenho da Teltec entre 2010 e 2012. Nesse período, a empresa quadruplicou seu faturamento, amparada na qualificação de seus colaboradores e na excelência das parcerias firmadas com os principais fornecedores de TIdo mundo, como a Cisco, HP, Axis, Citrix, NetApp e VMware, entre outros.

Fundada por Glauco Brites Ramos, formado em Engenharia Elétrica, a empresa se iniciou com foco no segmento de redes. Dedicou seus primeiros dez anos à área de telecomunicações. Como Teltec Telemática, seus principais parceiros eram as empresas de telefonia pública da Telebrás. Com a privatização do sistema, em 1998, a empresa redirecionou seus negócios. Em 2001, reforçada pelos novos sócios Rafael Araújo Silva, Daniel Raizer Heller e Diego Brites Ramos, recém-formados em Engenharia Elétrica, e com um novo nome – Teltec Networks –, passou a atuar no segmento de TI, oferecendo o suporte para empresas que necessitassem de rede de dados. Estabeleceu parcerias com os maiores players mundiais de tecnologia e centralizou sua atuação nas áreas públicas de Educação e Justiça.

Hoje, a Teltec opera como provedora de soluções e serviços de tecnologia da informação e comunicação. A empresa não só oferece tecnologia, atuando como ponte entre o cliente brasileiro e o fabricante internacional, como também assegura o suporte necessário à manutenção do empreendimento e sua gradual expansão. “É a tendência mundial da servicificação. Conhecemos as idiossincrasias do Brasil, algo que os grandes fabricantes mundiais têm certa dificuldade em entender. Por isso, estamos em condições de oferecer as soluções mais adequadas para cada caso”, explica Diego. Soluções que envolvem questões como a segurança e o sigilo das informações na web, armazenamento de dados, conectividade, mobilidade, virtualização de ambientes, ferramentas de colaboração. Dispensa-se, por exemplo, a presença física dos profissionais para uma reunião de negócios. Uma teleconferência alcança os mesmos resultados, se não os supera. “O trabalho deve ser prazeroso e mais produtivo, as pessoas precisam de tempo para a vida pessoal e o lazer”, afirma Diego. Para tanto, a Teltec lança mão do cloud computing – ou computação em nuvem. O conceito refere-se à utilização da memória e da capacidade de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados pela internet. Os serviços podem ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, sem que seja preciso instalar programas ou armazenar dados em computadores individuais. Os clientes pagam pelos recursos utilizados, e não uma taxa fixa que poderia, dependendo do caso, ser contraproducente.

20120809 - LC 55 | DESTAQUE - TelTec NetworksAlém de buscar uma inserção maior no mundo corporativo (varejo e indústria), a Teltec Solutions planeja intensificar ações em Educação e Justiça. “O Brasil tem grande defasagem educacional, e a TIpode permitir que o País avance em pouco tempo. Para isso, é preciso transformar os métodos de ensino”, explica Diego. Por este novo prisma, o professor atua mais como orientador, e os estudantes, utilizando as ferramentas tecnológicas, compartilham informações entre si e com quaisquer outras pessoas. O diretor-geral da Teltec cita como iniciativa inovadora a de uma escola pública da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, reprisando o projeto da School of One, de Nova York (EUA). Alunos de séries diferentes compartilham o mesmo espaço físico e as provas são substituídas pelos resultados obtidos em jogos de computador que estimulam a curiosidade e a atenção da garotada. Os professores orientam o processo, mas são os alunos que buscam, por iniciativa própria, o conhecimento de que necessitam.

A morosidade da Justiça é outro calcanhar-de-aquiles. “Agilidade, segurança e sigilo são imprescindíveis. Não é possível que a Justiça ainda esteja às voltas com salas tomadas por processos impressos no papel, relegados ao esquecimento por anos a fio”, resume Diego. Um dos maiores sucessos da Teltec foi justamente o de imprimir agilidade e segurança ao maior Tribunal Regional Federal do País, o TRF-3 de São Paulo, para quem a empresa forneceu uma solução de conectividade e armazenamento de dados. A Teltec também pretende oferecer soluções urbanas, segundo o conceito de “cidades inteligentes”. “É preciso resolver problemas como falta de estacionamento, mobilidade, segurança pública. O uso de tecnologia, como a das redes sem fio, é o caminho”, afirma Diego. Na área educacional, esta foi a opção adotada pela Teltec para integrar os 12 campi da Universidade Tecnológica do Paraná, beneficiando 30 mil usuários.