5 dicas para uma startup conseguir investimento

startup 2Simple Inside Venture Capital

Saber o momento certo, ter um bom networking e ter uma equipe com os profissionais adequados estão entre as dicas da 2Simple

O mercado de startups está aquecido e, consequentemente, as captações de investimento não param de crescer. Segundo o relatório Inside Venture Capital, da Distrito, se considerarmos apenas o primeiro semestre de 2021, as startups brasileiras captaram US$ 5,2 bilhões em investimentos de venture capital. Um crescimento que representa alta de 299% na comparação com o mesmo período de 2020.

O cenário deixa o mercado muito mais competitivo e desafiador para as empresas que precisam de uma rodada de investimento, e provoca, dentro do ecossistema de inovação, que as empresas se destaquem cada vez mais e tenham soluções claras. De acordo com Renato Gil, co-fundador da 2Simple, companhia que auxilia com estratégias para o crescimento sustentável de startups, encontrar a melhor forma de apresentar o seu negócio na hora de negociar com um possível investidor é essencial para o sucesso da companhia na hora de convencer.

“É o momento crucial para mostrar que a sua empresa tem as condições necessárias para se desenvolver no mercado, que a sua ideia está bem definida, os produtos têm potencial escalável e, então, está pronta para receber incentivo”, explica o executivo.

Pensando nisso, o especialista listou 5 dicas para as startups que querem conseguir um investimento. Confira!

1 – Uma boa apresentação – Compreender o seu negócio, o seu valuation, ter um bom plano para o desenvolvimento sustentável e apresentar a sua empresa de forma atrativa é essencial. Esse momento vai muito além de compreender as características particulares do seu empreendimento, é necessário demonstrar a sua posição de mercado e como o seu negócio pode evoluir em curto, médio e longo prazo, quais são seus concorrentes, o seu público-alvo, os seus diferenciais, as oportunidades que você enxerga no mercado. Enfim, todas as informações precisam estar alinhadas e você precisa demonstrar bem os seus objetivos para os investidores.

2 – Saber o momento certo – Antes de apresentar o seu negócio para os investidores é necessária a validação do seu produto e/ou serviço. Desta forma, você poderá transmitir mais confiança e entender o funcionamento do que vai oferecer aos clientes. Somente após esse passo uma empresa está pronta para atrair os investimentos necessários para o seu desenvolvimento, mostrando algum case ou o benefício e potencial da sua empresa, na prática.

3 – Foque no negócio, não no dinheiro – O negócio começa sem dinheiro. A ideia de negócio deve ser o ponto central de atenção para você entender até onde você pode ir, o quanto o seu negócio pode de fato impactar o mercado. Para isso, são necessárias algumas etapas de construção, dentre elas a estruturação de um plano de negócios, antes de abordar os potenciais investidores.

4 – Ter uma boa equipe – Um dos grandes diferenciais é ter uma equipe preparada e que compre a ideia da empresa, com uma cultura definida. Mas, além disso, que tenha a capacidade de colocar os planos em prática e buscar os melhores resultados. Assim, a capacidade do seu negócio também é representada pelo valor do capital humano.

5 – Networking – Você já deve ter ouvido inúmeras vezes sobre a importância de um bom networking para a sua empresa. Colocar como prioridade a criação de uma rede de contatos com profissionais do segmento é de grande importância para o seu crescimento, além de aproximar a sua startup de possíveis investidores, ela também te dá visibilidade no mercado e te inclui no ecossistema que você está empreendendo.

O especialista também indica que, se for o caso, o dono da startup busque incentivos menores para começar: “Buscar este incentivo financeiro por meio do FFF (Friends, Family and Fools), que é simplesmente pesquisar em pessoas próximas o tão sonhado investimento inicial, pode ser uma estratégia. Também é válido levar em consideração a possibilidade de recorrer a investidores-anjo e aceleradoras ou até mesmo à crowdfundings, nome dado a financiamentos coletivos, até que a sua empresa ganhe corpo para receber rodadas maiores”, finaliza o executivo.

Sobre a 2Simple
Fundada em 2017, a 2Simple nasceu da vontade de garantir que ideias inovadoras conquistem investimentos e incentivo para se tornar escalável e saudável, conectando empreendedores com investidores, já com a ideia de negócio estruturada. A empresa atua com foco em marketing e business, que busca organizar a estratégia de negócio de startups e tem como missão contribuir com o fortalecimento do ecossistema de inovação. A empresa acredita em um mercado com startups saudáveis, com culturas definidas, profissionais maduros, times afinados, posicionamentos claros, produtos escaláveis e que estão prontas para receber grandes aportes.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Você também vai gostar de: