5 habilidades fundamentais para as mulheres na área tech

Mariel mulheres empreendedoras tech

*Por Mariel Reyes Milk, fundadora da {reprograma}

Para ter sucesso na carreira profissional é necessário ter mais do que habilidades técnicas, é necessário habilidades interpessoais, o que chamamos de soft skills. Quando o assunto é mulheres no mercado de trabalho, as empresas, atualmente, buscam por candidatas que consigam desempenhar bem suas funções técnicas, mas que também possam se encaixar na cultura institucional da empresa e interagir com o time completo. 

Na área da tecnologia, por exemplo, é recomendado que as programadoras executem cinco principais soft skills, que irão servir de apoio para desempenhar bem suas funções. São elas:

  1. Capacidade de trabalhar em equipe: seja dentro de uma equipe de desenvolvedores, designers ou uma equipe de projeto, as desenvolvedoras precisam trabalhar bem com as outras pessoas do time para ter sucesso;
  2.  Comunicação efetiva: as desenvolvedoras muitas vezes podem passar horas trabalhando sozinhas, mas ainda assim precisam ter excelentes habilidades de comunicação, uma vez que  raramente estão codificando todo o sistema ou projeto sozinhas. Além de outros devs – abreviação de desenvolvedoras-, precisam coordenar com outros membros da equipe e da empresa;
  3. Problem solving ou a habilidade de resolução de problemas: pensamento crítico e obtenção de uma solução criativa para um problema relacionado a software é essencial para uma programadora.
  4. Paciência e perseverança: é raro que um código ou programa funcione na primeira tentativa e, muitas vezes, as programadoras precisaram de várias tentativas e muito trabalho para fazer um aplicativo ou uma página funcionar corretamente, sem erros.
  5. Bom gerenciamento de tempo: trabalhar sob pressão e ainda cumprir prazos é extremamente importante na vida de uma boa dev.

 

Benefícios de habilidades bem desenvolvidas na área tecnológica

Quando bem entendidas e executadas, as habilidades resultam em pontos positivos para as programadoras, como: desenvolvimento do trabalho em equipe, no qual incentiva a colaboração na empresa; resolução de problemas de formas mais criativas; criação de produtos e serviços inovadores, com um mix de ideias, experiências e contribuições de todas; capacidade de lidar melhor com estresse e pressão e a menor chance de frustração, aptidão de continuar tentando e aprendendo com os erros.

Desenvolvimento dos skills dentro das organizações 

O treinamento das equipes é fundamental para melhorar a dinâmica de trabalho, otimização do tempo e a conexão de ideias em diferentes setores das empresas. Por isso, é importante que as lideranças corporativas invistam no desenvolvimento dessas habilidades para uma melhor prática da cultura organizacional dos colaboradores.

Entre os benefícios posso citar: 

  • Criar uma cultura de Mentorships: não só programas de mentorias, mas também incluir estas mentorias na cultura da empresa, para que todas possam desenvolver a mentalidade em ajudar uns aos outros a crescer.
  • Promover internamente e dar oportunidades de liderança que vão permitir o desenvolvimento de soft skills.
  • Oferecer oportunidades para praticar os soft skills e promover uma cultura de feedback: as colaboradoras da empresa podem praticar os soft skills, porém,  recebendo retroalimentação saberão se realmente estão desenvolvendo esses skills e quais podem ser as áreas a fortalecer.

Como as soft skills impactam na liderança 

Ser uma líder é mais do que guiar pessoas, tem a ver em se conectar com pessoas e saber lidar com situações de adversidades. Entre as principais habilidades para serem exercitadas no ambiente corporativo estão:

  •     Capacidade de colaboração e comunicação clara e eficaz;
  •     Ser bom para ouvir aos outros e aprender dos outros;
  •     Liderar pelo exemplo, capacidade de ensinar e ser mentora;
  •     Ser confiável e respeitar e valorizar as diferenças das pessoas com quem trabalhe;
  •     Capacidade de dar e receber feedback construtivo.

Utilização das soft skills: maternidade x ambiente corporativo 

As habilidades desenvolvidas podem auxiliar mulheres em muitas áreas, dentro e fora da empresa. No meu caso, ao empreender e ser mãe ao mesmo tempo, várias soft skills foram desenvolvidas, no qual se conectam no ambiente de trabalho e na maternidade. No contato com a área tech, as habilidades ajudam a organizar a vida fora da empresa e contribuem para uma melhor qualidade de vida, como:

  • Habilidades como melhor gerenciamento de tempo e priorização são muito importantes para poder dividir tarefas e priorizar entre atividades do trabalho e responsabilidades dentro de casa, com ou sem filhos;
  • Paciência também é chave – como mãe de 3 pequenos, posso dizer que a paciência é essencial na educação dos filhos;
  • Trabalho em equipe é bem importante porque com sua parceira/seu parceiro em casa assim como com os colegas do trabalho todas precisam a compartilhar e dividir tarefas;
  • Comunicação eficaz e capacidade de ouvir os outros. poder comunicar necessidades dentro de casa para poder focar as vezes em trabalho ou vice-versa é bem importante.

 

*Mariel Reyes Milk é CEO da {reprograma}, startup social paulista que ensina programação para mulheres em vulnerabilidade, preferencialmente trans e /ou negras.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de: