8 dicas para baratear o frete no e-commerce

Quem nunca passou pela situação? Um belo dia, está checando seus e-mails e vê um newsletter com uma promoção incrível de um produto que vc quer há tempos. Claro, vc resolve comprar. Na hora de concluir a compra, no entanto, o valor do frete te desanima e vc resolve pensar mais um pouco, o que significa, para a loja, o abandono, mesmo que momentâneo, do carrinho.

“O fato é que o frete muito caro é um dos principais motivos de abandono de compras pela internet”, avalia Rafael Jakubowski, especialista em e-commerce e sócio-diretor da Sanders Estratégia Digital, agência especializada em gestão de lojas virtuais.

De acordo com Jakubowski, os empreendedores digitais conseguem atrair os consumidores praticando preços baixos e prazos curtos de entrega de um produto, mas esses não são os únicos fatores considerados na hora de finalizar a compra.

“A empresa precisa oferecer preço, prazo e frete de maneira atrativa. Se o frete estiver alto, mas o custo dos demais itens compensar, o cliente pode até fechar negócio. Mas o valor do frete pesa muito na decisão”, diz Raphel Ferrari, especialista em otimização de e-commerce e também diretor da Sanders Estratégia Digital.

No entanto, isso não significa que se deva oferecer frete grátis, uma vez que esse tipo de prática pode trazer riscos para o negócio. “É importante avaliar o negócio de maneira criteriosa para entender onde é possível fazer redução de gastos”, pontuam.

Confira algumas dicas dos especialistas para converter mais vendas:

1) Faça promoções

Realize ações direcionadas a regiões onde há maior concentração de clientes. Ofereça frete grátis para esses locais, por exemplo.

2) Estimule o mínimo de compras

Estabeleça um valor ou quantidade mínima de peças para compra que viabilize a oferta de frete mais barato ou até grátis.

3) Rede de distribuição

Trabalhe com mais de uma transportadora. Cada uma tem a sua especialidade de entrega: produtos leves, pesados ou categoria específica. Isso pode baratear custos. Também use empresas com entrega rápida, que atendam regiões onde há mais clientes e outras distantes, com menos consumidores.

4) Negocie com fornecedores

Ao negociar preço com fornecedores, é possível cortar custos em uma ponta para compensar o gasto na outra, o que pode significar a diminuição do valor do frete, por exemplo.

5) Frete grátis

Antes de oferecer frete grátis, avalie sua disposição para reduzir a margem de lucro. Também negocie com a transportadora para diminuir o custo da entrega. Afinal, ela deverá ter um volume maior de trabalho com a promoção.

6) Preço, prazo e frete

Quando o custo do frete é similar aos dos demais sites, o que vai pesar na decisão do cliente na hora de comprar é o preço do produto e o prazo de entrega. Por isso, atenção à concorrência e ao que você pode praticar na sua loja.

7) Software eficiente

É preciso ter um software de gestão que controle toda a logística. Se o sistema não lê as informações corretamente, o frete pode ficar mais caro que o produto. Tenha um especialista atento a isso o tempo todo. Quando o CEP não é reconhecido no sistema, o valor não é calculado e o cliente não compra.

8) Abandono do carrinho

O preço baixo de um produto é o que mais atrai o cliente para o site, principalmente quando ele compara os valores em um buscador. No entanto, o abandono de carrinho ocorre, grande parte das vezes, quando o cliente não concorda com o custo do frete. Neste caso, identifique qual região registra o maior índice de desistências e faça uma ação direcionada para a redução de frete.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

Você também vai gostar de: