Alterdata Software atingirá R$ 160 milhões em faturamento

Setor contábil e novos negócios puxam crescimento no terceiro trimestre

Redação 07/12/2018
Redação 07/12/2018

A Alterdata Software fecha o terceiro trimestre de 2018 com 9% de crescimento em faturamento. Apesar da crise nacional, a empresa deve ultrapassar o faturamento de R$160 milhões até dezembro, o que garantirá uma posição de destaque no mercado de tecnologia.  Neste ano, contratou 99 colaboradores e aumentou a base de clientes em 4.045 empresas, atingindo a marca de 36.099 contratos ativos.

O poder de alavancagem está sendo impulsionado por novos negócios do setor comercial, que apresenta o crescimento de 11%. “A linha de produtos mais importante da empresa é destinada ao setor contábil, que registrou expansão de 32%, deixando claro que a Alterdata está atropelando a crise que assola o nosso país”, explica Ladmir Carvalho, o CEO da companhia.

Um dos setores que ganhou força, além de ser um dos mais novos que a empresa passou a atuar, foi o de soluções tecnológicas para restaurantes. Segundo o executivo, o setor expandiu em 238% e promete incomodar concorrentes que estão há muitos anos nesse ramo.

A Alterdata Software também criou departamentos de consultoria para ajudar aos clientes a entenderem melhor os seus negócios nos últimos anos. Isso foi positivo neste momento de crise nacional, pois contabilizou um crescimento de 93% em 2018. “Conseguimos gerar muitos novos negócios para clientes já existentes”, afirma Carvalho.

A distribuição territorial continua com o Sudeste sendo a região mais importante para a companhia, mas vemos que os três estados do Sul são os que estão apresentando melhor crescimento proporcional. Esse indicador foi fruto de ações planejadas pela alta gestão da empresa.

Outro elemento muito positivo diz respeito à Receita Recorrente, que é tão importante no segmento de tecnologia. A Alterdata Software está, em 2018, com 86% de seu faturamento vindo desta fonte mensal de pagamento dos clientes, trazendo, assim, grande estabilidade financeira. “A empresa continua sua missão de jamais ter, nos seus 29 anos de vida, qualquer tipo de dívida, desconto de duplicatas ou investimento de terceiros”, explica o CEO.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.