Antecipa Fácil moderniza mercado de fomento mercantil

Fintech revoluciona o acesso ao crédito de PMEs com conta consignada para empresas, visitas virtuais e leilão digital de notas fiscais

Redação 29/01/2019
Redação 29/01/2019

O crescimento e a sobrevivência de uma empresa depende diretamente da capacidade de gestão do capital de giro. Em muitos casos, precisam recorrer a empréstimos para honrar seus compromissos, como manutenção e salários de funcionários. Pensando nesses entraves, o empreendedor Elber Fabrício Laranja e o estatístico e analista Thiago Chiliatto juntaram suas visões de mercado para criar a Antecipa Fácil, fintech que facilita o acesso ao crédito às pequenas e médias empresas que possuem a linha de crédito bloqueada pelos bancos ou algum apontamento restritivo.

A operação começou em janeiro de 2018, e neste período a fintech já alcançou a marca de ter movimentado mais de R$ 12 milhões em notas fiscais em um portfólio de 72 pequenas e médias empresas de todo o Brasil e 40 financiadores. “Esse expressivo crescimento baseia-se na forma precisa como a fintech tem resolvido a questão da busca de capital de giro dos seus usuários, principalmente daquelas pequenas empresas que vendem para outras de grande porte”, avalia Elber Laranja. Semanalmente a fintech registra um crescimento de 10% em valores de notas fiscais leiloadas na plataforma.

Baseado no conceito de leilão digital de recebíveis, ou seja, por meio de cadastro na plataforma das notas fiscais que receberão lances dos financiadores, o sistema também tem se tornado um importante aliado no combate às notas frias. Isso porque para a nota fiscal ser aprovada pelo sistema, é preciso passar por um criterioso processo de triagem que incluem etapas de avaliação dos documentos dos sócios e da empresa até evidências de que eles trabalham nela com visita virtual por ligação de vídeo por WhatsApp e envio da localização em tempo real. “Nós conseguimos atingir estes números porque nos tornamos um canal de papéis qualificados e inibidor de fraudes por trabalharmos com conceito de comunidade de financiadores para as avaliações internas sobre os títulos. Ou seja, a plataforma não é para qualquer um, mas é para todo e qualquer empresário que comprove que a nota fiscal é verdadeira”, detalha o sócio Thiago Chiliatto.

Neste um ano, a fintech também inovou com serviço inédito no mercado de fomento mercantil com a antecipação do recebível direto em depósito em conta corrente. “Até hoje, uma empresa que precisa antecipar um recebimento necessariamente tem que enviar um boleto bancário para o seu cliente, o que inviabiliza essa operação, sobretudo se o pagador for uma grande empresa. Na Antecipa Fácil, temos uma modalidade exclusiva de antecipação de recebíveis para aquela empresas que só recebem por meio de uma TED na sua conta, chamamos esse produto de Conta Consignada para Empresas”, conta Elber Laranja.

A fintech está passando por uma rodada de investimento recebendo aporte de uma aceleradora, um fundo de investimento e de uma empresa de tecnologia com valor de mercado superior a de R$ 10 milhões, que devem ser investidos na atração de novos clientes e melhorando a experiência dos usuários na plataforma.

 

Sobre a Antecipa Fácil

A fintech Antecipa Fácil nasceu em Campinas (SP) em 2016 com a proposta de facilitar o acesso ao crédito ao pequeno e médio empresário que precisa honrar os seus compromissos, como despesas de manutenção, suprimentos para produção e salários de funcionários. A plataforma desenvolvida pelos empreendedores Elber Fabrício Laranja e Thiago Critter Chiliatto é baseada no conceito de leilão digital de recebíveis, ou seja, pequenas e médias empresas disponibilizam suas notas fiscais com os valores que iriam receber no futuro e, após passarem por uma validação do sistema, são colocadas em leilão.

Em pouco mais de dois anos de fundação e 1 ano de operação, a Antecipa Fácil já fez a gestão de mais de R$ 10 mi em notas fiscais, ficou entre as 12 melhores startups do Brasil do programa de aceleração InovAtiva – realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e SEBRAE – e foi premiada no programa InovaCampinas.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.