As vantagens e desvantagens de administrar mais de um negócio

Franqueados de diferentes segmentos explicam como administrar mais de uma empresa com eficácia e as dificuldades encontradas ao longo do caminho

Redação 12/09/2018
Redação 12/09/2018

Empreender não é tarefa fácil. Exige conhecimento do produto ou serviço que está vendendo, dedicação e muita paciência. Mas e quando o negócio está caminhando bem, porque não expandir ou até mesmo investir em um novo segmento?

Pesquisa divulgada recentemente pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) em parceria com o Grupo de Estudos de Franquias da USP de Ribeirão Preto (FRANSTRAT) apontou que 84% das empresas analisadas contam com franqueados multiunidades no Brasil, conhecidos por serem empreendedores que investem em mais de uma franquia da mesma marca. Esse número vem crescendo a cada ano. Em 2016 o número de redes que atuavam com esse perfil era de 68,5%, enquanto que em 2017 saltou para 74,5%.

Outro dado analisado é que o número de franqueados multimarcas também teve crescimento significativo este ano, na qual 54% dos franqueados atuam com este perfil de empreender, enquanto que em 2017 representavam 43% e no ano anterior eram 38%.

Conheça três histórias de empreendedores de diferentes segmentos que resolverem se tornar multifranqueados:

Novo no ninho

Alessandro Vilani, de 34 anos, há três anos resolveu se aventurar pelo mundo dos negócios e se tornou franqueado de uma grande rede de seguros. Vendo a possibilidade de aumentar o número de vendas resolveu investir em um novo negócio no mercado financeiro.

“Apostei no Banneg – Banco de Negócios pelo fato de ampliar o mix de produtos de minha carteira, além de também aumentar o portfólio de produtos, que consequentemente aumentará minha receita”, diz o empresário que se tornou franqueado em abril deste ano.

Recém-chegado na franquia, Alessandro não pretende parar por aí. Ele tem planos de se tornar máster franqueado Banneg da região que atua em Boa Esperança do Sul (SP). “A franqueadora tem me auxiliado em todo o suporte necessário, dando dicas no que posso ser melhor trabalhado, além de sanar minhas dúvidas. Por isso, vejo grandes chances de crescer profissionalmente”, pontua o empresário.

Quando questionado sobre os maiores desafios encontrados em conduzir os dois negócios simultaneamente, Alessandro acredita não haver muitas dificuldades, até porque tem conseguido equilibrar muito bem os dois negócios juntos, mas para isso, a organização nas tarefas tem sido desafiador para manter tudo em dia.

“Hoje atuo na administração do negócio, mas já estou treinando um vendedor de consórcio e apostei em um parceiro de captação de vendas para empréstimos consignado”, conclui.

Afinidade com o produto

Formado em Processamento de Dados, Paulo Henrique Mayeda, de 47 anos, resolveu unir o útil ao agradável. Em 2011 comprou uma unidade da Gigatron Franchising (rede de serviços em tecnologia) e começou a atuar na cidade de Birigui (SP), localizada no interior de São Paulo e sede também da própria franqueadora.

Pelo grande conhecimento do produto e do ramo que atua, em 2014 o empreendedor resolveu expandir seu negócio, desta vez para Campinas, lugar este, que segundo o empresário oferece grandes oportunidades para os serviços de tecnologia.

Para administrar os dois negócios que estão distantes mais de 400km um do outro, Paulo formou mão de obra qualificada em Birigui. “Quando vejo que estão aptos a gerenciar uma unidade, ofereço a oportunidade de se tornarem gerente”, afirma o empresário que planeja abrir mais duas unidades da Gigatron dentro dos próximos 12 meses.

Tino para o empreendedorismo

Há um ano o casal Elizabete e Valmir Vello Lessa resolveu apostar todas as fichas em um novo segmento: alimentação. No ano passado investiram na rede Shakerama Shakes e Delícias, que tinha acabado de ser lançada no franchising.

Nova, porém bastante promissora, a receita oferecida pela franquia despertou a atenção dos empresários. “Por oferecer 30% menos gordura e açúcares em sua composição faz com que o sorvete se torne um alimento cremoso, saudável e muito saboroso, com isso, vem tendo uma ótima aceitação do público, além de ser um produto com baixo custo para o consumidor final”, afirmam.

A família Lessa administra há cinco anos uma grande rede de franquias de telefonia móvel no país que estão localizadas em São José dos Campos, Taubaté e Jacareí, sendo essa última também localizada a unidade Shakerama.

Para dar conta do recado, os empresários salientam que adotaram o modelo de gestão online. “Não compensa termos um custo adicional com gerente local, porém temos um funcionário líder de confiança”, revela.

A unidade Shakerama em Jacareí possibilita lucratividade de 20% sobre o faturamento bruto. Com os ventos soprando a favor, o casal pensa em abril uma nova unidade ainda este ano em São José dos Campos e em seis meses após aberta inaugurar uma outra unidade da rede de sorveteria em Taubaté ou no Litoral Norte de São Paulo.

O que dizem as franqueadoras

Disciplina na Gestão

Carlos Alexandre Gomes, diretor executivo do Banneg, visualiza esse cenário de crescimento de multifranqueados de forma muito positiva, pois atesta um bom trabalho das redes e o crescimento do próprio franqueado. Inclusive 43% dos seus empreendedores são multifranqueados, ou seja, possuem franquias de marcas diferentes.

Mas Carlos reconhece que administrar mais de um negócio requer muita disciplina na gestão, caso contrário o mesmo erro pode ser cometido duas vezes. “Quando o franqueado administra bem, tem proximidade com a franqueadora e consequentemente irá faturar bem, por isso a necessidade de se manter sempre atento com o negócio, principalmente quando são de segmentos diferentes”, afirma.

Para incentivar os franqueados a abrirem mais de uma unidade, a franqueadora oferece taxa de franquia mais barata, flexibilidade em algumas cláusulas contratuais como prazo para abertura de lojas, entre outros. Mas não é todos que podem se tornar donos de mais um negócio Banneg não. O empresário conta que a franqueadora prioriza aqueles que possuem bom comportamento, como por exemplo, respeito a processos, adimplência com a franqueadora, presença e áudios e convocações, para então facilitar a segunda aquisição da rede.

Possibilitando uma capilaridade maior

A Gigatron oferece total apoio de  expansão do franqueado e um desses modelos é abertura de novas unidades possibilitando uma capilaridade ainda maior. “Normalmente o franqueado que expande para uma nova franquia é mais positivo, pois ele já tem toda expertise de mercado e sabe qual é o processo operacional do negócio”, diz Marcelo Salomão, diretor executivo da rede de tecnologia sobre as vantagens que a rede enxerga em ter um franqueado com mais de uma unidade.

Marcelo enfatiza que a franqueadora incentiva os franqueados a expandirem seus negócios para novas áreas e assim abrirem mais de uma unidade, inclusive para cidades estratégicas. “Estamos com um nova vantagem para franqueados que querem expandir para cidade de até 100 mil habitantes, disponibilizando condição com licenças ilimitadas no Giga ERP e Giga Chef”, conclui Salomão.

Transparência e análise real de cada situação

O diretor executivo da Shakerama, Luciano Rodrigo de Souza enxerga com bons olhos esse crescimento de multifranqueados que as redes vêm adotando.

“Esse cenário é benéfico para ambas as partes quando feito de forma saudável. Existe algumas marcas que obrigam franqueados a explorarem as proximidades do mercado que ocupa ameaçando com a possibilidade de abrirem espaço para outros investidores, não vemos isso com bons olhos. Assim como franqueados que querem forçar a franqueadora a ceder-lhes oportunidades, mesmo quando os mesmos não têm capacidade administrativa, financeira e outros requisitos importantes para o sucesso desta próxima unidade. Sem a devida transparência e análise este passo pode ser o primeiro no caminho a ruína de toda a parceria”, analisa o empresário.

Para que os franqueados cresçam dentro da Shakerama, Luciano ressalta que oferece algumas vantagens como desconto na taxa de franquia, e desconto escalonado na compra de mercadorias fornecidas pela rede. Mas para conseguir expandir, o franqueado será analisado sobre o engajamento que ele está tendo com sua primeira aquisição.

“Quando um dos negócios se destaca mais em ganho para o franqueado a tendência é que ele utilize toda sua energia para a continuidade desta marca que lhe dá melhores resultados, se omitindo ou não demandando tanto empenho e trabalho para o sucesso da outra. Quando operando mais de uma unidade da mesma marca o franqueado as vezes quer aplicar exatamente as mesmas estratégias em todas as unidades, se esquecendo que mesmo operando a mesma franquia, cada uma está em um micro mercado com suas características, por isso é necessário adaptar a estratégia, fazer um plano de negócio diferenciado, e não simplesmente utilizar o que foi feito na primeira para todas as outras da mesma forma, sabendo entender a sua área de atuação e cada negócio com sua individualidade”, conclui Luciano.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.