Capital Empreendedor encerra ciclo 2020 com mais de R$ 11 milhões em investimentos

O programa do Sebrae é focado em conectar startups com investidores em potencial. Nesta edição, a iniciativa teve a participação de 223 empresas e 96 investidores

Redação 20/11/2020
Redação 20/11/2020

O programa Capital Empreendedor, realizado pelo Sebrae com objetivo de conectar startups e investidores, teve o ciclo de 2020 encerrado nesta quarta-feira (18/11). No total, 223 startups, de 23 estados, participaram do projeto que contou com 96 investidores. Ao final, 41 startups foram classificadas. Até o momento 26 empresas já foram investidas, movimentando R$ 11,6 milhões. O presidente do Sebrae, Carlos Melles, abriu o evento destacando o empenho da instituição em fomentar a inovação e o empreendedorismo.

“O Sebrae é reconhecido por apoiar a inovação e startups. Nós trabalhamos para modernizar o ambiente de negócios e o Capital Empreendedor é um exemplo disso. Atraímos as startups, preparamos essas empresas; em seguida atraímos os investidores e incentivamos o “casamento” das duas partes. Nosso foco com esse programa é realizar alianças produtivas. Acredito que tivemos sucesso. Tenho certeza que esse ciclo estimulou a inovação e o crescimento econômico no país”, declarou Melles.

O gerente de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae, Márcio Montella, salientou o caráter de continuidade das relações iniciadas no Capital Empreendedor. “O programa é o pontapé inicial de uma série de investimentos que acontecem a partir de agora. Durante todo o Capital Empreendedor, as startups fazem uma série de contatos. Nós temos vários cases de negócios que foram feitos após o encerramento”, afirmou.
A analista de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae, Maria Auxiliadora, apresentou os números de balanço do programa. De acordo com ela, o projeto, que já teve outras duas edições, vem expandindo sua atuação com startups dos mais diversos segmentos. “É interessante observar que estamos atraindo startups de estados com ambientes de investimento menos desenvolvidos. O Capital Empreendedor se revela uma excelente oportunidade para essas empresas se posicionarem e abrirem seus negócios ao mercado. O Sebrae é um ponto essencial nesse encontro. Nós fazemos essa convergência de interesses acontecer”, disse Maria.

O evento contou ainda com um painel com a CEO da SingularityUNordic, Laila Pawlak. Referência internacional de tecnologias do futuro, Laila falou sobre “Como organizações exponenciais estão pensando o futuro”. Por fim, o Sebrae apresentou as startups que se destacaram no Capital Empreendedor. Na categoria destaques de negócio, a Ubots do Rio Grande do Sul foi escolhida. O destaque de comportamento empreendedor durante o programa foi para a PluriCell, de São Paulo e no quesito interesse dos investidores o destaque foi para a paranaense Docato.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.