Como o Google tem afetado as estratégias de marketing digital das empresas

Redação 06/03/2019
Redação 06/03/2019

Não é segredo pra ninguém que qualquer tipo de negócio – seja uma loja ou uma empresa que vende serviços, deve ter presença no âmbito digital. Antes de realizar a compra de um serviço ou produto, qualquer pessoa sempre vai “dar um Google” antes de efetivar a transação.

Segundo o ranking Alexa, o Google é o site mais acessado do planeta, e a ferramenta de busca mais popular na internet. Logo, entendemos que quem domina a web é o Google e é por meio de seus algoritmos que serão definidas as páginas de baixa e de alta qualidade.

Podemos colocar como exemplo empresas que buscam incrementar as vendas online e procuram fazer com que seus clientes as encontrem facilmente através das buscas via Google. Para isso, é preciso que seus sites ou blogs estejam bem posicionados – ou “rankeados”- na ferramenta, já que a pessoa ou empresa que procura por um produto ou serviço através do Google utiliza palavras-chave no campo de busca.

Incluir palavras-chave, gerar links externos e criar o blog é a receita de sucesso.  Correto? Errado! O que é falado com simplicidade e defendido por muitos especialistas já é obsoleto. E, no final, percebe-se que a empresa gastou tempo e dinheiro.

Por isso, não é novidade que o Google influencie diretamente nas estratégias de marketing digital de muitas empresas. Porém, muitas vezes, não nos damos conta de como começamos a utilizar os recursos do Google para implementar novas estratégias de marketing em nossas empresas ou negócios.

Quando as Diretrizes do Google são entendidas, observa-se que o Google faz diferentes exigências para cada tipo de site,  porém, classifica como páginas de baixa qualidade aquelas que não possuem autoridade, especialidade e confiança.

Caso não possua estes três elementos, esqueça qualquer estratégia e contente-se apenas em estar no final das páginas. Para evitar que o Google frustre as estratégias de sua empresa, atente-se em:

Especialidade

O Google necessita saber cada vez mais sobre o fundador do site. Um mini CV ajuda muito a falar sobre o autor e até mesmo quais são os objetivos do site.

Se for um profissional liberal, que entende de determinado assunto, isso deve estar relatado. Em alguns casos, por exemplo, se for um site de e-commerce, deve deixar claro qual é o objetivo, seja ele especializado em multimarcas ou mesmo algo nichado, como canecas personalizadas para super heróis.

E para quem acha que especialidade do autor ou do site seja a única em jogo, engana-se: links externos, referenciando o autor ou blog, ajudam ainda mais. E como fazer isso? Muitas empresas contratam agências de PR ou de comunicação para destacar a especialidade da empresa em sites.

Autoridade

Como a empresa se posiciona com seus objetivos, dentro de seu site ou em externos? Como é o conteúdo gerado para informar sobre os seus produtos? Quem lê sobre este conteúdo e quem concorda com eles? Qual é este engajamento?

Estas e outras dezenas de perguntas são feitas para testar a autoridade das empresas. Nos dias de hoje, percebe-se que muito tem se investido em conteúdo. Mas eles são de qualidade, com pesquisas ou são embasados no “achômetro”

Índice de perguntas e respostas, sendo elas em reclamações, estão em constante avaliação.

Confiança

A reputação da marca é a parte mais importante. E, desde o ano passado, o Google tem potencializado a fiscalização em sites que utilizam meios de pagamento. Quão seguro é o site ou plataforma para comprar determinado produto? Caso seja uma empresa prestadora de serviço, como está a reputação da marca na internet, redes sociais ou mesmo imprensa?

Interpretar as diretrizes do Google e acompanhar as suas atualizações podem contribuir para que empresas se sobressaiam mais do que as outras que estão no mercado e ainda investem em estratégias obsoletas.

*Eduardo Borges foi responsável por trazer e expandir vários sites internacionais no Brasil, como a canadense Ashley Madison e o conglomerado de sites americano MindGeek. Desde 2010, é um nômade digital e atualmente se dedica ao seu treinamento de otimização de sites chamado SEO Comprovado, que ajuda companhias brasileiras, startups, empresários e profissionais liberais a se posicionarem nas primeiras posições do Google. É um dos principais nomes no segmento e tem se destacado internacionalmente como autoridade na área por suas técnicas de SEO.