Convênio oferece mais de R$ 1,5 mi para abertura de franquias

Para estimular o empreendedorismo no Rio de Janeiro, a Associação Brasileira Franchising Rio de Janeiro (ABF Rio) e a Agência Estadual de Fomento (AgeRio) firmaram um convênio para a emissão de cartas de crédito, no valor de no máximo R$ 15 mil, para o financiamento de franquias em comunidades Pacificadas do Rio.

A iniciativa visa estimular a abertura de novas unidades franqueadas ou expansão das existentes nas comunidades por empreendedores locais. As comunidades reúnem dois fatores fundamentais para a expansão do franchising: potencial de consumo e desejo de empreender. Segundo pesquisa do Instituto Data Favela, moram em comunidades no Brasil cerca de 12 milhões de pessoas (mais do que muitos países), com um potencial de consumo da ordem de R$ 64 bilhões. Outra pesquisa, do mesmo instituto, revela que abrir um negócio é o sonho de 40% desta população. Apenas na comunidade da Rocinha, estima-se que existam 12 mil negócios, das mais variadas modalidades.

Segundo o presidente da ABF-Rio, Beto Filho, “ao oferecer um negócio formatado, uma marca conhecida e intensa capacitação e troca de experiências, o franchising é uma ótima porta de entrada para o empreendedor iniciante. Até porque, o índice de mortalidade de franquias, na casa dos 4%, é bastante interior a taxa de pequenos negócios isolados”. Ele completa ainda que essa iniciativa sócio-empresarial vai desenvolver a economia local e incentivar a profissionalização de negócios.

Inicialmente serão oferecidos um montante R$1,5 mi, mas segundo a AgeRio não limite para os interessados. Para o presidente da AgeRio, Domingos Vargas, a parceria irá favorecer também a formalização dos empreendimentos. “A ABF-Rio é uma grande parceira. Nossa união contribui com a formalização e geração de mais empregos”. O executivo explica que a carta de crédito possui uma taxa de juros de 3% ao ano. O cliente deve ter fiador ou aval. A operação é realizada mediante análise de crédito do tomador e da viabilidade do negócio. As marcas devem ter seu produto formatado e convênio assinado com a AgeRio. Mais informações sobre como pleitear a carta poderão ser obtidas em no site da AgeRio, a partir de outubro.

Os franqueadores serão convidados para identificar as marcas que melhor se adequem ao perfil do programa. Atualmente, de acordo com o levantamento realizado pela ABF-Rio, já operam em comunidades na cidade ao menos 10 marcas de franquias, com cerca de 18 unidades em atividade. “Dada sua experiência, essas redes são grandes candidatas a buscarem empreendedores na comunidade que desejem abrir seu negócio com o auxílio da carta de crédito. Mas vamos buscar outras marcas, especialmente as microfranquias cujo valor inicial de investimento é mais baixo”, afirma Beto Filho.

 

 

Facebook
Twitter
LinkedIn

Você também vai gostar de: