De revendedora a franqueadora: marca inovadora entra para o franchising

O mercado de calçados nunca esteve em baixa. Esse segmento vem produzindo com força total, trazendo segurança para quem deseja investir nessa área

A indústria de calçados representa um dos setores da economia que mais tem obtido bons resultados, e tudo indica que as projeções só tendem a melhorar, cada vez mais, nos próximos anos.

Em relação ao mercado de franquias de sapatos femininos, essa realidade não é diferente. A estimativa da elevação desse setor é muito boa, principalmente para quem deseja investir nesse ramo, abrindo sua própria unidade.

A Olive é uma marca de calçados femininos que começou, literalmente, do zero em Goiânia/GO. Marcelo Oliveira era músico de uma banda e tocava em barzinhos de segunda a segunda, sua esposa, Lilian, sempre trabalhou no segmento de moda, era vendedora de loja. Tudo começou quando Marcelo parou de tocar e Lilian ficou desempregada. O casal precisava gerar renda, por isso a irmã de Lilian deu a ideia para o casal comprar sapatilhas para revender. Eles foram a pé com uma malinha vermelha até a distribuidora e fizeram a primeira compra de calçados com dinheiro emprestado pelo pai de Lilian.

A primeira compra foi inteiramente revendida à nota promissória, apostada na negociação informal entre amigos. O casal pegou mais dinheiro emprestado com o pai de Lilian e o carro também emprestado do pai de Marcelo, fizeram outra compra e saíram vendendo de porta em porta, pelos bairros de Goiânia. “Saímos vendendo de porta à porta, sol a sol e chuva à chuva. Não podíamos tomar um refrigerante para poupar dinheiro e almoçávamos seco. Colocamos uma meta de vender 12 sapatilhas por dia, e fomos aumentando a meta até que chegou um momento qual estávamos com nosso carro próprio e vendendo mais de 900 sapatos”, contou Marcelo.

Lilian explica que, de longe, ambos queriam trabalhar com calçados feminino, porém ela sempre manteve sua vocação para o mundo da moda e aqueles produtos não eram exatamente os que queria trabalhar. Após nove meses na luta, começou então a jornada rumo ao sucesso. O casal montou a Olive como atacado e não como varejo. Com isso, aprenderam a fabricar os produtos. A criação da Olive iniciou-se com modelos de sapatilhas e anabelas. Todos os processos, criativos e de confecção, eram locais e limitados. No entanto, a falta de mão de obra e carência de obra-prima comprometiam o resultado final do produto idealizado pelos empresários. Eles buscavam requinte e sofisticação que até então não tinham sido obtidos. Era preciso expandir horizontes.

Com planos definidos para a identidade da marca, eles queriam um nome que sugerisse a elegância dos produtos e que falasse ao coração de Lílian e Marcelo. E este veio em um momento de inspiração, Marcelo lembrou-se de um dos inúmeros fatos que o liga a Lílian, além do matrimônio que os une; seus nomes de família. Ambos carregam o sobrenome Oliveira. Da árvore escolheram o fruto como referência. E não podia ser diferente, uma vez que a simbologia nos diz que “a oliveira denota glória e vitória”.

Lilian sempre foi vendedora de loja de artigos de moda, devido toda essa familiaridade com a moda, ela se torno designer e estilista da própria marca – a cereja do bolo. Ou seja, o casal tem uma linha de criação independente, eles mesmos desenham os próprios calçados. Para a franqueadora Lilian, a Olive é muito mais do que moda. “Mulher que usa Olive é mulher apaixonada em moda, fashion, com poder aquisitivo, que não se preocupa com valor e sim com conforto e em estar sempre atualizada com as novas tendências”, ressaltou.

“Perdemos o primeiro empréstimo fazendo compra errada de material. Por isso que sempre enfatizamos que essa é uma das muitas vantagens de se investir em franquia. O franqueado recebe todo apoio para trilhar o caminho correto. Até ganhar experiências, foram muitos anos. Para criar uma marca e a fazer crescer leva muito tempo, por isso é importante investir em franquia que já tem um know-how de quem caiu e levantou várias vezes para consolidar a marca no mercado”, afirmou Marcelo.

“Quando se compra uma franquia, na minha visão, a pessoa está comprando um negócio pronto, mas pronto para trabalhar. Não adianta deixar na mão de funcionário sem acompanhar e achar que fez a vida. Tem que trabalhar e amar a moda, amar o ramo, se identificar para ter sucesso”, disse Lilian.

O mercado de franquias representa uma das formas mais incríveis e rentáveis de empreender com segurança. Sendo assim, você pode fazer um belo investimento para elevar sua renda mensal. Franquias de calçados são ótimas opções de investimento porque trabalham com produtos de demanda constante. Sem contar que é um mercado que nunca esteve em baixa. No Brasil, esse segmento vem produzindo com força total e se você deseja investir nessa área, então a dica é conhecer a Olive. É possível investir em uma loja de rua ou loja de shopping. No entanto, é fundamental que você seja proativo, conte com ideias criativas e, principalmente, saiba planejar bem o seu negócio. Pois essas são características fundamentais a qualquer tipo de empreendedor.

Para abrir uma franquia de calçados, o investidor não deve obrigatoriamente ser um vendedor profissional ou ter atuado no ramo. No entanto, ele terá de ser hábil na hora de equilibrar o trabalho árduo e contínuo que é gerenciar um negócio no comércio e o know-how de gestão operacional oferecido pela franqueadora.

Para o especialista em varejo e franquias e porta-voz da consultoria GPME Expansão e Estruturação de Negócios, Pedro Horta, é de extrema importância que o futuro franqueado desenvolva estratégias sólidas de controle de estoque, que podem ser feitas em conjunto com a rede.

Segmento de Moda e o Franchising

Não é segredo que o mercado de franquias representa uma das formas mais incríveis e rentáveis de empreender com segurança. Sendo assim, você pode fazer um belo investimento para elevar sua renda mensal. Mas para obter esse sucesso é preciso estar atento a alguns detalhes muito importantes, como, por exemplo, a situação atual do mercado de franquias femininas de calçados.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), mesmo em um ano de pandemia e de queda da economia global, o franchising brasileiro faturou R﹩ 167 bilhões em 2020.

O segmento de Moda é um dos mais amplos do franchising, e não faltam opções de negócios para quem quer empreender em uma franquia de sapatos. Para quem quer começar o próprio negócio, é o segmento ideal, pois, no mercado de franquias, o empreendedor tem segurança e comodidade, uma grande vantagem diferente de quem abre uma empresa tradicional no Brasil.

Quem investe no franchising tem a chance de atuar com marcas conhecidas e consolidadas do mercado, com experiência capaz de escalar o negócio, tornando franqueados em empresários de sucesso.

Então a dica é escolher uma entre as melhores franquias femininas. Afinal, as mulheres são as principais consumidoras desse tipo de artigo.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de: