Delivery oferece ganho acima da média para novos franqueados

sócios Appetit empreendedores Lucas Pinheiro

Em expansão, a rede Appétit Delivery espera fechar o ano com 150 cidades brasileiras atendidas pela marca

Sem investir em estrutura física e aportando muito menos do que exigem outras marcas no país, Lucas Pinheiro comemora o sucesso de um aplicativo de entrega de comida que em menos de um ano, já opera em 13 municípios. Começou em uma única cidade, em Dom Pedrito, no Rio Grande do Sul, e abraçou outras cidades gaúchas e os estados da Bahia e do Rio de Janeiro. Ele investiu no Appétit Delivery: uma das franquias que mais cresce no Brasil com foco em cidades de até 150 mil habitantes. A franquia foi lançada em 2018 na cidade de Cascavel, no Paraná, já está presente em 13 estados brasileiros e espera fechar o ano atendendo 150 cidades.

O Appétit Delivery vem colecionando histórias de gente satisfeita – como a de Lucas, que trocou definitivamente o direito pelo empresariado – e nesse álbum, ambiciona colocar novos rostos, acreditando no potencial da própria marca. “O grande atrativo é o cashback em todas as compras e ganhos por indicação de novos usuários. A cada compra o usuário pode garantir 1% do seu dinheiro de volta e ainda ganhar indicando seus amigos através do compartilhamento do seu código”, destaca o CEO e um dos sócios da marca, Juliano Matias.

Na plataforma de entregas, o Appétit Entregador, o profissional recebe solicitações que não se restringem apenas a entregas do Appétit Delivery. “Ela permite que o estabelecimento solicite um motoboy da plataforma automaticamente para pedidos do Appétit Delivery, mas também que os motoboys da plataforma sejam solicitados para pedidos via telefone, whats ou, ainda, de outros aplicativos. Ideal para empresas de diversos segmentos, como restaurantes, escritórios, farmácias”, diz o CEO. Com o aplicativo de gestão, o estabelecimento pode, além de emitir documentos fiscais, controlar seu caixa, controlar seus pedidos de delivery, mesas e balcão. Além, é claro, de ter os pedidos do Appétit inseridos automaticamente no sistema, para posterior emissão do documento fiscal.

Mayara é licenciada em Santana do Livramento (RS)

A plataforma foi desenvolvida pela Rhede Sistemas, empresa de tecnologia da informação (TI) paranaense com 27 anos de experiência e que sempre teve como negócio o desenvolvimento de sistemas de gestão, e a franquia garante suporte aos novos empresários. “Não me preocupo com marketing, tenho todo esse assessoramento. Tenho toda a equipe que o Appétit me proporciona. Além disso, a plataforma é simples, tanto para a gente, franqueado, quanto para o consumidor”, destaca Pinheiro.

Os investimentos são por faixa de habitantes e começam em R$ 8 mil (R$ 3 mil para a licença e R$ 5 mil para marketing), para cidades com até 20 mil habitantes, por exemplo. O modelo de negócio é vantajoso. Durante o primeiro ano, a divisão dos lucros é 50/50 e a partir do segundo, o percentual é de 40% para o licenciado, 40% para o licenciante e os outros 20%, para investimento na cidade, com aplicações em marketing, materiais físicos, cupons, entre outros aportes. A abertura da franquia acontece, em média, após 40 dias após o fechamento do contrato.

AMÉRICA DO SUL – Recentemente, o Appétit Delivery fechou com dois municípios do Amazonas. No Brasil, a meta é chegar em 150 cidades até o fim deste ano. O aplicativo tem mais de três mil estabelecimentos cadastrados e 1,3 mil entregadores em operação. Já está em fase de teste, também, o início da operação do Appétit Delivery no país vizinho, o Uruguai. “Temos licenciados nas cidades de Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, que é divisa com Rivera, no Uruguai, e em Jaguarão, também cidade gaúcha, que é divisa com Rio Branco, no Uruguai”, anuncia o CEO.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de: