Dia da Consciência Negra: 5 negócios de empreendedores negros que você precisa conhecer

Redação 20/11/2019
Redação 20/11/2019

O afroempreendedorismo tem crescido a cada ano no Brasil. Hoje, são mais de 14 milhões de empreendedores negros no país à frente dos mais variados tipos de empresas, de acordo com dados do Instituto Locomotiva. A população negra movimenta R$ 1,7 trilhão por ano e os empreendimentos focados nesse público têm potencial para dar muito certo. Conheça cinco negócios criadas por empreendedores negros que têm ganhado destaque no país.

Diáspora Black

Startup criada pelos amigos Carlos da Silva e Antonio Pita, a Diáspora.Black é uma rede de anfitriões e viajantes interessados em vivenciar e valorizar a cultura negra. A plataforma conta com roteiros e experiências turísticas oferecidos por afroempreendedores, além de intermediar hospedagens certificadas para o atendimento sem discriminação. Com três mil clientes, entre viajantes e anfitriões, está presente em 70 cidades, de 36 países.

Conta Black

Primeira conta digital criada por negros no país, a fintech fundada pelo publicitário e especialista em finanças Sérgio All nasceu com o propósito de promover o empoderamento financeiro de pessoas desbancarizadas. Com foco na educação financeira e na proximidade com os clientes, a fintech oferece dois tipos de contas – Pessoa Física e Empresarial -, duas linhas de investimentos – black.x e pool.black -, além de serviços como transferências entre usuários, TED e crédito consignado.

Makeda Cosméticos

Criada pelas irmãs Sheila Makeda e Shirley Leela, a Makeda Cosméticos tem como missão incentivar os cuidados com os cabelos crespos e cacheados, de forma saudável, auxiliando na construção de uma identidade positiva. Para isso, as sócias desenvolveram um linha de produtos especializados para esse tipo de cabelo, com o auxílio de profissionais técnicos e especialistas. Feitos à base de ricos óleos vegetais e essências especiais, as máscaras, shampoos, finalizadores, umidificadores e ativadores de cachos não contém sal, parabenos, sulfato e óleo mineral e não são testados em animais.

No Front – Empoderamento Financeiro

Já imaginou aprender sobre educação financeira com letras de RAP? Assim, a economista Gabriela Mendes tem ajudado centenas de pessoas a administrarem melhor as finanças, de forma simples e inédita, e substituiu as complicadas fórmulas matemáticas pelas letras de RAP de artistas como os Racionais MC’s. Com o curso, é possível aprender sobre padrões de consumo, ostentação e consumo consciente, técnicas de negociação e quitação de dívidas, economia na prática, mecanismos de planejamento, metas financeiras, e investimentos.

Feira Preta

Não tem como falar de empreendedorismo negro sem citar a Feira Preta, maior evento de cultura e empreendedorismo da América Latina, que chega à maioridade esse ano. Em quase 20 anos de trabalho da empreendedora Adriana Barbosa, a iniciativa recebeu 120 mil pessoas, 600 artistas nacionais e internacionais, 700 expositores do Brasil e América Latina, e movimentou mais de R$  5 milhões com a venda de produtos e serviços. A edição 2019 da Feira Preta acontece nos dias 7 e 8 de dezembro, no Memorial da América Latina.