Empresa referência em gestão logística muda o nome e almeja se consolidar no mercado internacional em 2019

Às vésperas de completar sete anos de história, a transpoBrasil agora é Lincros e está pronta para virar a chave, competindo com as maiores companhias de software de logística do mundo

Redação 17/02/2019
Redação 17/02/2019

Os empresários Gilson Chequeto, Jean Carlos Pereira, André Jacinto e Felipe Althoff estão à frente da Lincros, que começou a trajetória em 2012 como transpoBrasil e hoje colhe bons frutos após desenvolver o mais completo software de gestão logística do Brasil. A empresa sediada em Blumenau (SC) deu os primeiros passos com um investimento de aproximadamente R$ 750 mil e apenas seis funcionários. Em 2018, após sua segunda rodada de investimentos, cresceu no ano 200% em receita, com 80 clientes ativos e 84 colaboradores.

A evolução constante da companhia instigou mudanças e resultou na criação de metas grandiosas para 2019. Com foco na transformação logística, o novo nome, divulgado esta semana, é o ponto de partida para a empresa que almeja o reconhecimento global investindo ainda mais em tecnologia, mão de obra qualificada e expansão comercial.

O progresso da entidade, que iniciou no mercado como uma startup especializada em auditoria de frete, esteve aliado principalmente ao alto nível tecnológico e às funcionalidades exclusivas oferecidas aos clientes; hoje são mais de nove módulos na plataforma. “Os pontos importantes para uma logística ágil e descomplicada são conectados e integrados em uma única plataforma, com fluxo contínuo, eliminando barreiras e potencializando movimentos”, afirma o CEO da empresa, Gilson Chequeto.

Inovador, o software da Lincros sai na frente por contar com tecnologia de ponta que aprimora o planejamento e a operação logística de embarcadores de todos os portes, impactando positivamente, inclusive, transportadores e demais stakeholders do ramo, com integração a sistemas próprios de gestão empresarial. “A plataforma executa desde a captação de propostas, passando por cotações, escolha dos melhores transportadores e rotas, auditoria, até o acompanhamento por relatório e confirmação mobile de cada entrega”, explica Chequeto. Também é a única do Brasil a ter BID de negociações, com cotação de valores às transportadoras; roteirizador automatizado com cálculos das rotas mais estratégicas e vantajosas, levando em consideração a frota e as próprias vias de acesso, devidas condições de uso e eventuais pedágios; cotação spot; simulações de fretes fracionados e fechados, e instruções de entrega. Além disso, todas as aplicações tecnológicas são utilizadas 100% na nuvem.

Atualmente, a empresa é responsável pela gestão logística das gigantes Fiat, Embraco, Azul Linhas Aéreas, Grendene, HOPE e Karsten. No último ano, a Lincros conquistou 34 novos clientes e obteve 0% de churn – ou seja, não perdeu nenhum cliente ativo. Os números positivos não param por aí. Ao todo, R$ 37 bilhões em notas fiscais foram processadas e R$ 4,6 milhões foram emitidas em 365 dias. A companhia também contabilizou um milhão de destinatários em 2018. O crescimento da receita recorrente foi de expressivos 300% em 2018.

Um ano promissor

Para se consolidar no mercado internacional, a Lincros planeja acrescentar mais funções ao já eficiente Transportation Management Systems (TMS), incluindo gestão de autônomos, controle de disponibilidade de veículos e investimento em design de interface. “Nossa meta é otimizar toda a empresa, desejamos abrir novas vagas estratégicas em todas as áreas, conquistar 90 novos clientes em 2019 e finalizar o ano dobrando a receita recorrente”, ressalta Jean Carlos Pereira, Chief of Technology (CTO) e um dos fundadores da companhia. “A Lincros também pretende criar uma base comercial própria em São Paulo e ampliar a sede em Blumenau (SC), para suportar um time de até 130 colaboradores”, completa o empresário.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.